19 de junho, 2024

Últimas:

Temperatura chega perto dos 48ºC na Índia e acende alerta para a saúde, economia e eleições

Anúncios

Algumas regiões da Índia enfrentam uma forte onda de calor. No domingo (19), os termômetros marcaram 47,8ºC no bairro de Najafgarh, na capital Delhi – foi o mais alto registro em todo o país –, e 47,7ºC na cidade de Agra, no oeste do estado Uttar Pradesh. Outras localidades que estão sofrendo com temperaturas elevadas este mês são Haryana, Punjab, Bihar, Gujarat, Madhya Pradesh e partes do Rajastão Ocidental.

Em Delhi, o Departamento Meteorológico da Índia (IMD, na sigla em inglês) emitiu um alerta vermelho no final de semana, que é quando há uma probabilidade elevada de as pessoas desenvolverem doenças causadas pelo clima quente. Alerta laranja menos severo permanece em vigor até quarta-feira (22) e as autoridades pedem que a população tenha cuidado.

Anúncios

Soma Sen Roy, cientista do IMD, recomendou que as pessoas evitem sair ao livre nos períodos mais quentes, bebam muita água e usem roupas largas. Para aquelas que são especialmente vulneráveis, como os idosos, a sugestão é que permaneçam em casa.

E tem muita gente optando mesmo por ficar dentro de suas residências. Tanto que Satish Kumar, um motorista local de riquixá, disse que seu trabalho estava sendo prejudicado por causa do calor. “As pessoas não saem, [os mercados] estão quase vazios”, relatou.

Anúncios

Além do impacto para a saúde e para a economia, há preocupações em relação às eleições gerais que estão sendo realizadas na Índia. E parece que o calor afetando o processo, já que 63% das pessoas votaram na segunda fase (de sete) no início do mês, abaixo da participação de 66% na primeira fase, em abril.

O portal EuroNews informa que um ministro chegou a desmaiar devido ao calor enquanto discursava em um comício eleitoral no estado de Maharashtra.

Uma jovem lava o rosto à medida que a temperatura aumenta em Nova Delhi, na Índia. (Foto: Arvind Yadav/Hindustan Times)

Mudanças climáticas

O verão, que vai de abril a junho, costuma ser quente na maior parte da Índia, mas, tornou-se mais intenso na última década – e é geralmente acompanhado por uma grave escassez de água. E isso tem relação com as mudanças climáticas. Segundo um estudo realizado pelo grupo acadêmico World Weather Attribution, as temperaturas extremas são agora cerca de 0,85ºC mais quentes no Sul da Ásia devido ao aquecimento global.

O fenômeno está gerando um grave problema de saúde para os indianos. O governo local estima que cerca de 11 mil pessoas morreram durante as ondas de calor neste século – especialistas afirmam que há subnotificação. No ano passado, foram registrados 150 óbitos.

Fonte: Um Só Planeta

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios O Projeto “Do Paisagismo Ambiental à Educação da Sustentabilidade: Parceria entre Arboricatu Unesp e Emefi Dr Cardoso De Almeida”...

Categorias