Skincare: conheça os principais AHAs do mercado

Ácidos são substâncias essenciais para a renovação celular da pele.

O cuidado com a pele tem se tornado, cada vez mais, uma preocupação entre as pessoas, afinal de contas, a nossa pele é um órgão completamente visível e sujeito a diversos tipos de danos externos — como queimaduras, manchas, sardas, etc. — e interno — espinhas, cravos, oleosidade excessiva.

Sendo assim, a indústria cosmética tem investido cada vez mais em produtos que ajudem a prevenir e manter a pele saudável e, consequentemente, mais bonita. Um dos queridinhos do momento são os AHAs, ou Ácidos Alfa Hidroxiácidos.

Se o seu objetivo é adotar um cuidado diário ou ainda se você está buscando melhorar a sua rotina de skincare, vale a pena conhecer um pouco mais sobre esses ácidos e porque eles são tão importantes no cuidado com sua pele.

AHA — Ácido Alfa Hidroxiácido

Apesar do nome difícil, os Ácidos Alfa Hidroxiácidos são um tipo de ácido derivado, principalmente, de frutas e plantas, estando presente em diversos tipos de produtos disponíveis no mercado atual.

Sua principal função é ajudar na renovação celular através da esfoliação. Apesar disso, esses ácidos não têm aqueles grânulos que estamos acostumados a encontrar em esfoliantes comuns. Isso porque se trata de uma esfoliação química, mais eficaz e com outros benefícios extras.

A hidratação da cútis é um deles, deixando a pele mais macia e viçosa, bem como o efeito tão desejado por quem luta contra o envelhecimento precoce — ele também tem ação anti rugas. Muitos desses ácidos também são indicados para o tratamento de acnes e cravos, principalmente por serem menos irritantes à pele.

Os AHAs ainda são usados no combate aos sinais, de modo a ajudar a minimizar linhas de expressão e na produção de colágeno — já que ele ajuda a destruir fibras antigas de colágeno velhas, dando espaço para novas.

Vale ressaltar que cada AHA tem sua função específica, sendo que os benefícios podem variar conforme a quantidade e o tipo de ácido usado na composição dos produtos.

Ácido glicólico

O principal e mais famoso AHA atualmente é o ácido glicólico que tem como função principal a renovação celular da pele. Por ser o alfa-hidroxiácido de menor peso molecular, o ácido glicólico consegue penetrar profundamente e, em consequência disso, trazer resultados imediatos e com mais rapidez.

O ácido glicólico ainda é muito usado no tratamento de espinhas exatamente porque ajuda a controlar a oleosidade da pele, além de ajudar a suavizar possíveis marcas deixadas pelas temíveis acnes. Tudo isso faz com que sua textura fique mais macia, resistente e elástica.

Ácido Lático

Por sua vez, o ácido lático — proveniente da lactose, glicose, sacarose e amido — está muito mais voltado para a hidratação da pele. Isso acontece por ele ser parte do Fator Natural de Hidratação (NMF) — conjunto de moléculas umectantes fundamentais para manter a pele a reter água.

Outro benefício é o estímulo na produção de ceramidas que, além de manter a hidratação em dia ao impedir a saída de água das células, ainda colaboram para que a barreira cutânea seja restaurada.

Ácido mandélico

Derivado de amêndoas amargas, o ácido mandélico é o mais suave dos três AHA mencionados até aqui. Entre os efeitos, estão a limpeza dos poros — sendo um ácido indicado para o tratamento de manchas — e o clareamento da pele — já que além da esfoliação química, ele ainda ajuda na renovação celular.

Por conta da sua ação leve, mas eficaz, o ácido málico é muito indicado para quem sofre com cravos e espinhas, bem como para quem busca clarear a pele.

Todos esses ácidos são encontrados em diversos produtos para o rosto, tais como séruns, cremes e tônicos faciais. Antes de iniciar qualquer tratamento com ácidos é recomendável uma avaliação com o seu dermatologista, para indicar quais as quantidades e produtos certos para suprir as necessidades da sua pele.

Scroll Up