Santos vence o Botafogo na Vila Belmiro pelo Brasileirão

Em jogo movimentado na Vila Belmiro, o Santos derrotou o Botafogo por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Léo Baptistão e Marcos Leonardo anotaram os tentos decisivos do embate.

Com o resultado, o Peixe subiu para a nona colocação da competição, com 25 pontos. O Glorioso, por sua vez, caiu para 12º, com 21.

Essa foi a última partida do Alvinegro Praiano antes de Lisca assumir o comando do clube. O técnico foi anunciado nesta tarde e acompanhou o jogo nos camarotes do estádio santista.

O Santos volta a campo agora no domingo, às 19 horas (de Brasília), quando encara o Fortaleza, na Arena Castelão. O Botafogo, por sua vez, recebe o Athletico-PR no sábado, às 21 horas.

A primeira etapa começou agitada na Vila Belmiro. Com apenas quatro minutos, Tchê Tchê recebeu com liberdade na entrada da área e finalizou rasteiro, obrigando João Paulo a fazer ótima defesa.

A resposta dos donos da casa saiu no lance seguinte. Bruno Oliveira puxou contra-ataque e cruzou para a área. A bola passou por todo mundo e sobrou para Rodrigo Fernández. O volante soltou o pé, mas mandou pela direita de Gatito.

A partir de então, os visitantes intensificaram a sua pressão. Aos 12, Lucas Fernandes foi acionado na intermediária e emendou uma bomba na trave. Na sequência, Matheus Nascimento aproveitou a bobeira da defesa santista e saiu cara a cara com João Paulo. O atacante, porém, bateu em cima do goleiro.

O Peixe reagiu com duas tentativas de Marcos Leonardo. Na primeira, o centroavante recebeu cruzamento de Felipe Jonatan e cabeceou nas mãos de Gatito. Na segunda, o camisa arriscou de longe e mandou pela esquerda da meta.

Já aos 32 minutos, a rede enfim balançou. Em cobrança de falta de Bruno Oliveira, a bola ficou viva na área após bate rebate e Léo Baptistão aproveitou para cutucar para o fundo do gol e sair para o abraço.

E o tento animou o Santos. Instantes depois, Zanocelo recebeu livre na intermediária e chutou colocado. Atento, Gatito voou para fazer linda defesa e evitar o golaço. Já aos 37, Baptistão puxou contra-ataque pela esquerda, invadiu a área e cruzou para Marcos Leonardo, que acabou furando.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o Botafogo voltou a apertar. Aos 42, Jeffinho fez linda jogada individual, mas teve o seu chute bloqueado na hora certa por Bauermann. Cinco minutos depois, Lucas Fernandes cobrou falta da entrada da área e obrigou João Paulo a fazer bela intervenção.

Na volta do intervalo, o jogo seguiu agitado. Com apenas dois minutos, Zanocelo foi acionado na entrada da área e finalizou de primeira, mas mandou por cima.

Já aos 19, em rápido contra-ataque, Baptistão recebeu pela esquerda e deixou na medida para Felipe Jonatan. O lateral soltou o pé e viu Gatito se esticar todo para fazer espalmar para escanteio. Na cobrança, o goleiro brilhou mais uma vez, dessa vez em cabeçada de Baptistão.

Do outro lado, o Botafogo rondava a área rival, mas encontrava muitas dificuldades para encontrar espaços. Aos 20, Jeffinho fez boa jogada e encontrou Piazon na área. O meia tentou o chute rasteiro, porém parou em João Paulo.

Recuado, o Santos apostou nos contra-ataques para tentar matar a partida. E a estratégia deu certo. Com 31 minutos, Marcos Leonardo ganhou de Kanu no meio de campo e disparou sozinho até a área. O garoto, então, bateu cruzado para ampliar o placar.

Nos minutos finais, o Glorioso tentou reagir. Aos 38, Gustavo Sauer limpou a marcação e bateu colocado da meia-lua. Bem posicionado, João Paulo espalmou para longe. Três minutos depois, o goleiro voltou a ser exigido, agora em arremate de Erison, que entrou livre na área.

Nos acréscimos, o Peixe apenas administrou a vantagem para confirmar a vitória no último jogo antes de Lisca assumir o comando do clube.

SANTOS 2 X 0 BOTAFOGO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 20 de julho de 2022, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Ramon Abatti Abel
Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA) e Henrique Neu Ribeiro
VAR: Daniel Nobre Bins
Cartões amarelos: Zanocelo, Rodrigo Fernández (Santos); Marçal, Luís Castro (Botafogo)
Público: 8.453
Renda: R$ 287.845,00

GOLS: Léo Baptistão, aos 32 do 1ºT, e Marcos Leonardo, aos 31 do 2ºT (Santos)

SANTOS: João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Bauermann e Felipe Jonatan; Zanocelo (Camacho), Rodrigo Fernández e Bruno Oliveira (Sánchez); Ângelo (Lucas Barbosa), Marcos Leonardo e Léo Baptistão (Patati).
Técnico: Marcelo Fernandes

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Saravia, Kanu, Philipe Sampaio e Marçal; Luís Oyama (Eduardo), Tchê Tchê, Lucas Fernandes (Erison) e Jeffinho (Gustavo Sauer); Vinícius Lopes (Lucas Piazon) e Matheus Nascimento
Técnico: Luís Castro

Fonte: Yahoo!Foto: Vitor Silva/Botafogo