Polícia e Prefeitura de Marília investigam denúncia de agressão a criança autista de 5 anos em escola; professora foi afastada

A Polícia Civil e a Prefeitura de Marília (SP) vão investigar a denúncia de uma suposta agressão contra um aluno autista de 5 anos. O caso teria acontecido na Emef Profª Sofia Teixeira Barbosa, no distrito de Padre Nóbrega.

Segundo relatos da mãe, uma professora teria agredido o menino e jogado água no rosto dele. Em seguida, ele teria sido trancado em um banheiro, onde teve uma convulsão.

A motivação, ainda de acordo com a denúncia, seria que a professora o considerava um “problema” por ser autista. Um boletim de ocorrência foi registrado por maus-tratos.

Em nota, a prefeitura informou que chamou os pais do garoto a comparecerem à escola no dia seguinte para apurar os fatos e tomar as medidas cabíveis. A situação foi comunicada à Secretaria Municipal da Educação e à Supervisão de Emef.

Ainda de acordo com a prefeitura, em razão da situação relatada, o fato foi encaminhado para Corregedoria Geral do Município para apuração. A nota diz ainda que a professora foi afastada da turma “para facilitar a apuração do caso”.

A nota informa que o procedimento perante a Corregedoria corre em sigilo, “a fim de que as partes envolvidas sejam preservadas”.

Fonte: G1