Homens armados matam pelo menos 62 justiceiros no Estado de Kebbi na Nigéria

Homens armados emboscaram e mataram pelo menos 62 membros de um grupo de justiceiros voluntários em Kebbi, Estado no noroeste da Nigéria, afirmou o líder do grupo e um porta-voz da polícia, no pior caso de violência ao Estado desde meados de janeiro.

Muitos Estados no noroeste da Nigéria têm grupos de voluntários que ajudam a defender vilas e cidades de gangues armadas, pois as forças de segurança estão sobrecarregadas enfrentando militantes islâmicos e gangues.

Usman Sani, líder do grupo vigilante Yan Sa Kai em Kebbi, disse à Reuters que o seu grupo havia planejado atacar membros de gangues na região de Sakaba na noite de domingo, mas alguém os avisou.

“Eles fizeram uma emboscada, esconderam suas motos nos arbustos, nos cercaram e abriram fogo de diferentes direções”, disse Sani, um soldado aposentado, nesta terça-feira. Ele afirmou que 62 pessoas foram mortas.

O porta-voz da polícia de Kebbi, Nafiu Abubakar, confirmou a emboscada, mas disse que não tinha detalhes de quantas pessoas haviam sido mortas.

Em janeiro, dúzias de homens armados em motocicletas saquearam uma vila e mataram mais de 50 pessoas em Kebbi.

Fonte: Yahoo!