Fim do Ano Letivo: Hora de Preparar as Crianças para Mudanças

O segundo semestre escolar é marcado por mudanças, mais responsabilidades, é visto também como um semestre mais puxado e, geralmente, nesses dois últimos meses de aula as crianças já demonstram cansaço pela rotina escolar.

É bastante comum vermos nessa época, pais se tornando muito flexíveis, autorizando as crianças a faltarem das aulas com uma frequência maior ou deixando a rotina da casa mais frouxa. Essa é uma atitude pouco saudável para o desenvolvimento infantil, visto que as crianças precisam aprender a lidar com a frustração, aprender a lidar com as responsabilidades e dar conta de todas as atividades que foram determinadas a elas.

Quando os pais flexibilizam uma rotina ou quando aceitam as imposições a respeito de faltas escolares ou não participação nas atividades extraescolares, mostram com essa atitude que essa função/atividade não é importante, e retiram da criança a responsabilidade que compete a elas. Também nessa fase, está em processo a formação do caráter e os pais precisam servir de modelos positivos para a plena formação. O caráter é uma reação àquilo que foi experimentado na infância. Cada caráter é único porque cada experiência é única.

Caráter é a maneira a qual a pessoa se apresenta e se comporta em suas relações. É a atitude psíquica particular em direção ao mundo externo, específica a um dado indivíduo. É determinado pela disposição e pela experiência de vida. Então nesse momento, apesar de todo cansaço e irritabilidade, que muitas vezes vem acompanhada, é de extrema importância que os pais apoiem, favoreçam e estimulem os estudos, que a rotina ao ser flexibilizada não aconteça de forma totalmente liberal, se existe a necessidade de alguma flexibilização de rotina, que ela entre como exceção, não como regra da casa. Faça a criança entender que os 10 meses letivos são de total responsabilidade dela e não é porque está cansada, ou porque o ano está acabando ou porque ela já tirou as notas que precisava, que pode deixar de participar ativamente das atividades escolares ou faltar da escola.

Mostrem que apesar do cansaço, estudar é positivo, que apesar da falta de vontade é necessário e recompensador. Essas atitudes dos pais fortalecem o caráter, incentivam as responsabilidades e ajuda a formar crianças com tolerância à frustração e com compreensão do mundo que está inserida.

* Raquel A. Bertani é Psicóloga com atuação em: Problemas de comportamento infantil; Dificuldades de aprendizagem; Avaliações psicológicas; Psicoterapia; Especialista em Psicologia do Trânsito (medo de dirigir, estresse pós traumático e orientação para psicotécnico). Telefones: (14) 99752-2303 • 3354-0760 • 3361-0171

Scroll Up