Como fazer o licenciamento do seu veículo?

O licenciamento pode ser feito em bancos, caixas eletrônicos e também pela internet.

Segundo a Lei 13.281/2016, todos os motoristas devem possuir o Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos (CRLV) — documento de porte obrigatório, de acordo com o Art. 130 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

E, para obter o CRLV, é necessário pagar a taxa de licenciamento veicular, o seguro DPVAT, o IPVA e as eventuais multas recebidas.

Por meio desse documento, as autoridades de trânsito podem averiguar se o carro está em dia com o Detran e o governo e, consequentemente, apto para rodar nas vias públicas de todo o Brasil.

De acordo com o Art. 230 do CTB, andar com o automóvel não licenciado é uma infração gravíssima, que gera 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), multa de R$ 293,47 e apreensão  do veículo (que só é liberado após a regularização).

Por esse motivo, saber como fazer o licenciamento do seu carro é fundamental. Neste artigo, reunimos todas as informações sobre esse procedimento. Confira!

Como fazer o licenciamento anual do veículo?

O primeiro passo é fazer uma pesquisa no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para se certificar de que o automóvel está com todos os débitos em dia, inclusive os de anos anteriores.

A taxa de emissão do novo CRLV (digital) referente a 2021 custa R$ 93,87 na maioria dos estados brasileiros, mas, em São Paulo, por exemplo, o valor é R$ de 98,91 para veículos usados e de R$ 131,80 para novos.

Depois disso, também é necessário pagar o IPVA — veículos com 15 anos ou mais a partir da data de fabricação são isentos em grande parte dos estados — e a Guia de Regularização de Taxas (GRT). O boleto está disponível no site do Bradesco.

O governo federal determinou que a taxa  do DPVAT referente a 2021 não será cobrada, mas o motorista deve estar em dia com o DPVAT de 2020 e dos anos anteriores, assim como a GRT.

Após a compensação de todas as taxas, o proprietário poderá usar o documento digital, o CRLV-e.

Como gerar o CRLV-e?

Para obter o CRLV-e, é necessário baixar o aplicativo Carteira Digital de Trânsito, disponível no Google Play e na App Store, que conta com um tutorial completo sobre todo o processo.

A primeira etapa consiste no registro no site gov.br. Em seguida, é preciso acessar o aplicativo, fazer login, selecionar a opção “veículos”, informar o número do Renavam e o código. Por fim, basta clicar em “incluir”.

Pronto! O CRLV digital estará disponível alguns dias após o pagamento das taxas.

Atenção: o CPF logado no app deve ser o mesmo que consta no licenciamento do veículo.

Prazo para o licenciamento veicular em SP em 2021

Há uma data limite para que o licenciamento seja realizado, de acordo com o número final da placa do veículo. Veja os prazos referentes a 2021 sobre veículos automotores em São Paulo:

Final de placa 1: 30 de abril;

Final de placa 2: 31 de maio;

Final de placa 3: 30 de junho;

Final de placa 4: 30 de julho;

Finais de placa 5 e 6: 31 de agosto;

Final de placa 7: 30 de setembro;

Final de placa 8: 29 de outubro;

Final de placa 9: 30 de novembro;

Final de placa 0: 31 de dezembro.

É necessário imprimir o CRLV?

Não. Desde 2020, o CRLV passou a ser digital. Com isso, o documento impresso em papel-moeda verde foi extinto.

Entretanto, alguns proprietários de veículos preferem ter o CRLV físico em mãos. Por esse motivo, ainda há como fazer a impressão do documento, embora não seja obrigatória.

A impressão deve ser feita pelo motorista, em papel sulfite e tinta preta. Além disso, também deve conter o QR Code.

O procedimento deve ser feito pelo site da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), na opção “Veículos”, mediante os dados cadastrados no site gov.br.

Scroll Up