Caminhão cai de ponte na BR-381 em MG, no mesmo lugar de acidente com ônibus que matou 19 no mês passado

Um caminhão caiu da “Ponte Torta”, na BR-381, em João Monlevade, Região Central de Minas Gerais, na tarde desta quarta-feira (13). O acidente foi no mesmo local onde um ônibus caiu no dia 4 de dezembro e matou 19 pessoas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o motorista perdeu o controle do caminhão e caiu no Rio Piracicaba. O veículo está totalmente submerso e, segundo testemunhas, há duas pessoas dentro dele: o motorista e um passageiro.

Às 16h30, mergulhadores de Itabira estavam no local para atuar no resgate. Militares de Belo Horizonte estavam a caminho de João Monlevade para atuar na ocorrência.

As buscas são feitas em pontos em que o rio possui até 10 metros de profundidade.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o veículo foi de marcha ré, da mesma forma que ocorreu com o ônibus. O acidente aconteceu na pista sentido Espírito Santo, oposto ao do acidente de dezembro.

Dentro d’água, manchas de óleo subiam no local em que o veículo submergiu. Segundo a PRF, até a última atualização desta reportagem, o trânsito no local fluía em sistema pare e siga.

Para o especialista Luciano Araújo, coordenador do Movimento Nova 381, é impressionante um acidente tão similar em pouco espaço de tempo:

“Se a duplicação, que está atrasada, já tivesse saído neste trecho, certamente acidentes assim – em pista simples, e de uma ponte tão alta – poderiam ser evitados”, disse.

Veja fotos do acidente com caminhão:

Caminhão caiu de viaduto em João Monlevade, nesta quarta-feira (13) — Foto: Reprodução/Redes sociais
Caminhão caiu de viaduto em João Monlevade, nesta quarta-feira (13) (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Caminhão caiu dentro do Rio Piracicaba na tarde desta quarta-feira (13).  — Foto: Reprodução/Redes sociais
Caminhão caiu dentro do Rio Piracicaba na tarde desta quarta-feira (13). (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Ponte Torta, em João Monlevade, teve dois graves acidentes em intervalo de um mês e meio. — Foto: Reprodução/Redes sociais
Ponte Torta, em João Monlevade, teve dois graves acidentes em intervalo de um mês e meio. (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Caminhão que caiu de ponte em João Monlevade ficou totalmente submerso no rio Piracicaba. — Foto: Reprodução/Redes sociais
Caminhão que caiu de ponte em João Monlevade ficou totalmente submerso no rio Piracicaba. (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Resgate está sendo feito em João Monlevade na tarde desta quarta (13). — Foto: Redes sociais
Resgate está sendo feito em João Monlevade na tarde desta quarta (13). (Foto: Redes sociais)

Acidente de ônibus

No dia 4 de dezembro de 2020, um ônibus caiu da ponte, deixando 19 mortos e mais de 25 pessoas feridas. Um mês após o acidente, a Polícia Civil ainda não havia concluído o inquérito. E ainda não concluiu até esta quarta (13). Segundo a polícia, as investigações ainda estão em andamento, e 20 pessoas já foram ouvidas.

Nesta quarta-feira, um homem de 33 anos continuava internado no Hospital de Pronto Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. De acordo com a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), ele deve ter alta em breve.

O último ferido a ter alta foi um homem de 26 anos, que saiu do Hospital Margarida, em João Monlevade, na última semana, 34 dias após a tragédia. O rapaz mora em Delmiro Gouveia (AL) e, após a alta, voltou para a cidade de origem.

Ônibus cai de viaduto em João Monlevade — Foto: Reprodução/Redes sociais
Ônibus cai de viaduto em João Monlevade (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O ônibus da Localima Turismo partiu da zona rural de Mata Grande, em Alagoas, e seguia para São Paulo (SP). Na altura do km 350 da BR-381, no trecho conhecido como “Ponte Torta”, o veículo caiu do viaduto de uma altura de cerca de 35 metros.

O ônibus já havia sido autuado por transporte irregular de passageiros e, segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), não possuía autorização. O motorista sobreviveu ao pular do coletivo e se apresentou à polícia três dias depois do acidente.

A Localima Turismo emitiu uma nota, na época do acidente, na qual expressou pesar e tristeza pelas vítimas e afirmou estar à disposição para suporte “humano, digno, com compaixão e empatia”.

Fonte: G1

Scroll Up