Camas para cachorros pequenos: saiba qual escolher

O local de descanso do seu pet deve ser selecionado com atenção.

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Quando um animal de estimação é adotado, uma das primeiras preocupações dos tutores ao levar seu novo amigo peludo para casa é saber onde ele vai dormir.

Ter uma cama lisa para pet é essencial para o conforto e a ambientação do animal ao novo lar. As caminhas para cães são feitas com qualidade, visando o descanso, o conforto e o aquecimento do deles. Por isso, o porte do animal também é considerado.

Você sabe quais são os critérios que devem ser usados na hora de escolher a cama do seu cão se ele for pequeno? Continue lendo que te contamos mais a seguir.

Clima local

Um dos primeiros tópicos a ser avaliado pelos tutores no momento de escolher a caminha do cachorro é o tipo de clima da região em que vivem e o tipo de pelagem do animal.

Se o pet vive num local quente, como o Nordeste brasileiro, então a caminha deve ser feita de tecidos mais frescos, como os de fibra natural (algodão, linho, etc.) e não conter laterais.

O contrário também é verdadeiro: nas regiões mais frias, caminhas com cobertura e de materiais mais quentes serão fundamentais para o conforto do seu amiguinho de quatro patas.

Um modelo de caminha bem versátil, o almofadão pode ser encontrado nos mais variados tamanhos e com os mais diferentes tipos de tecido. Sem bordas, comporta cachorros de todos os portes confortavelmente e tem como vantagem o fato de ter capa lavável, favorecendo a higiene da peça.

Para quem vive em locais de clima quente, é uma boa opção de cama, porque permite a circulação do ar. Já nos locais gelados, a cama estilo cabana ou iglu é a melhor pedida, pois ajuda a manter a temperatura do pet.

Idade do animal

Para os filhotes, se sentir acolhido e aquecido é fundamental para a ambientação na nova casa. Por isso, para eles o modelo de cama ninho, com laterais altas, é o ideal. Esse tipo de caminha é boa para animais de pequeno e médio porte, que podem se aconchegar nas laterais e até esticar as patinhas se quiser.

Os cães idosos podem ter dificuldade para subir na caminha, devido à falta de mobilidade e problemas de saúde. Para eles o ideal é optar pelas caminhas mais baixas e com boa distribuição de peso, assim conseguem ficar bem confortáveis.

Higiene

O cão passeia na rua, anda pra lá e pra cá, no caso das fêmeas ainda a ocorrência do cio… não tem jeito: a caminha vai precisar ser lavada esporadicamente.

Na hora da compra, dê preferência pelas com capa removível, para que possa ser lavada (na máquina ou à mão). Tecidos como a microfibra secam mais rapidamente e não desbotam com facilidade, sendo bom para quem vive em regiões mais úmidas e frias.

Também é bacana aspirar a caminha semanalmente para remover os pelos soltos. Sempre que possível, coloque o acessório no sol também para eliminar ácaros e fungos.

Gosto e uso

É bastante comum ouvir relatos de tutores de que compraram uma caminha cara, linda e que o pet não usa.

Às vezes, modelos requintados, como cama box e divã, podem ser lindos para nós, humanos, mas pouco confortável para o bichinho, que acaba preferindo o sofá ou a cama do tutor. A preferência do bichinho deve ser respeitada, afinal é o bem-estar dele que está em foco. Também tenha ciência de que filhotes podem destruir a caminha durante as brincadeiras, por mordê-las e puxá-las por toda a casa. Fique atento apenas para que ele não se machuque ou engula o que não deve

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes