Caças dos EUA interceptam aviões russos no mar da península da Coreia

Quatro caças americanos interceptaram dois aviões de combate russos esta semana, perto de um porta-aviões dos Estados Unidos que operava na península da Coreia – informou a Casa Branca nesta quinta-feira.

Os dois aviões russos TU-142 Bear (aeronave de patrulha marítima e antissubmarinos) voavam na terça-feira, próximo do porta-aviões “USS Ronald Reagan”. A embarcação americana participava de manobras com barcos da Coreia do Sul no Mar do Japão.

A aproximação russa motivou a mobilização de quatro caças FA-18, disse o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

Ambas as aeronaves voavam a uma milha (1,6 km) do navio americano e a uma altitude de 500 pés (152 metros, aproximadamente). Por esse motivo, explicou o porta-voz do Pentágono, capitão Jeff Davis, os caças decolaram para escoltá-los.

Davis afirmou não haver indícios de que os russos tenham representado uma ameaça direta. “É um procedimento padrão para os aviões americanos escoltar um avião que está voando perto de um navio americano”, minimizou.

Segundo o porta-voz militar, esse tipo de incidente não é novidade.

“Não acontece com frequência, mas já aconteceu”, comentou.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up