Botucatu: Secretário diz que “Existe a preocupação em garantir que os vacinados sejam moradores de Botucatu”

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Botucatu vai participar de uma pesquisa envolvendo a vacina de Oxford/AstraZeneca. A parceria tem o objetivo de imunizar toda a população adulta do município, de 18 a 65 anos, contra a Covid-19. Serão excluídos aqueles que já tomaram a primeira ou a segunda dose de qualquer imunizante. O processo é semelhante ao que aconteceu na cidade de Serrana, também no interior paulista.

O Secretário de Saúde, André Spadaro, em entrevista à CNN, disse que o estudo deve começar dentro de duas semanas, e que em 10 ou 14 dias, espera-se que 80 mil cidadãos já tenham tomado a primeira dose.

O monitoramento vai começar a partir daí e, após doze semanas, ao completarem o ciclo vacinal, o estudo continuará fazendo o sequenciamento genético das cepas originais, da P1, e demais que possam surgir. A pesquisa deverá ser concluída no prazo de oito meses.

Enquanto esperam a liberação do estoque pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), gestores municipais tentam barrar a entradada de pessoas de fora na pesquisa.

“Existe uma preocupação muito grande em relação a se garantir que os vacinados sejam moradores de Botucatu”, diz o secretário municipal de Saúde da cidade, André Spadaro. Ele afirma que pessoas da região estão tentando alugar casas em Botucatu e trocar títulos eleitorais para lá.

“Pedimos a todos que não tentem vir para Botucatu, porque vamos utilizar critérios bem rigorosos acompanhados pela Justiça Eleitoral e Ministério Público”, alerta Spadaro.

LEIA MAIS: Botucatu: Título Eleitoral para definir quem poderá ser imunizado na vacinação em massa? Prefeitura não confirma

Fonte: CNN Brasil

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes