Botucatu: Homem de 40 anos comemora ter sido vacinado contra Covid e é denunciado como “fura-fila”. Prefeitura irá apurar

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Uma denúncia de fura-fila na vacinação contra COVID-19 realizada pela Prefeitura de Botucatu será apurada pelo Poder Público.

A reportagem do Jornal Leia Notícias recebeu fotos de postagens em redes sociais de um homem de 40 anos, comemorando nesta sexta-feira, 29, que recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid e publicou ainda o comprovante da vacinação da UBS (Unidade Básica de Saúde) da Vila Jardim, em Botucatu.

Nos comentários ele justificou que mora com a tia (que a reportagem apurou ser uma idosa) e que as pessoas responsáveis pela vacinação foram até sua casa para vacinar a mulher e ofereceram se ele queria ser vacinado também e ele aceitou.

De acordo com o divulgado pela Comunicação da Prefeitura de Botucatu, neste caso teriam sido cometidas duas irregularidades. Nesta fase da vacinação não estão vacinando, ainda, idosos em suas residências próprias, e o sobrinho, que trabalha em uma fábrica da Cidade, não está entre os prioritários para ser vacinado.

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura explicou qual é o critério de vacinação que está sendo seguido nesta fase, na Cidade, e seguindo esse critério o homem de 40 anos não deveria ter sido vacinado, visto que existem outras pessoas prioritárias.

“Critérios do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde e do Documento Técnico do Centro de Vigilância Epidemiológica do Governo do Estado.

Nesta primeira etapa:

– Pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas);

– Trabalhadores da saúde (TODOS).

Até o início da próxima semana o município deve atingir cobertura plena da rede hospitalar (HC/Hospital Estadual/SARAD/Cantidio/ UNIMED 2 unidades, além de todos os serviços de urgência e emergência (PSA/PSI/SAMU), ainda todos os serviços da atenção primária (todos os postos de saúde e serviços complementares), todos os institucionalizados em Instituições de Longa Permanência para Idosos, Residências terapêuticas e inclusiva, com seus cuidadores.

No próximo lote meta é abrir para profissionais de saúde autônomos, de consultórios e clínicas particulares, não pertençam ao quadro acima.”

enviou a Prefeitura de Botucatu

Botucatu começou no dia 20 de janeiro a vacinação contra a Covid-19, após receber um lote de 2.800 vacinas CoronaVac. Na quarta-feira, 27, a Prefeitura de Botucatu recebeu 3 mil doses da vacina de Oxford, que segundo o Poder Público foram divididas com o Hospital das Clínicas (que recebeu 1,5 mil doses) e com a Unimed (que recebeu 400 doses). As outras 1,1 mil doses serão aplicadas pela Secretaria de Saúde de Botucatu.

Em contato com a reportagem, o Secretário de Comunicação, André Barbosa Curumim afirmou que a denúncia de “fura-fila” será apurada.

Às 20h30 desta sexta-feira, 29, a Comunicação da Prefeitura encaminhou uma nova mensagem do Secretário de Saúde, explicando o novo procedimento, após a avaliação do caso.

“Verificamos essa reclamação. Dando continuidade ao programa de vacinação, as unidades de saúde iniciaram hoje ação de vacinação de idosos acamados ou com mobilidade reduzida e seus cuidadores, assim como já realizado em instituições de longa permanência para idosos e residências terapêuticas, onde já foram atendidos os moradores e cuidadores. No caso em questão, a vacina foi indicada pela nossa equipe, por se tratar de cuidador desta idosa. Utilizamos critérios conforme os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e Vigilância epidemiológica estadual. A cada novo lote seguiremos avançando no atendimento dos grupos prioritários. Estamos atentos e ficaremos à disposição para apurar eventuais irregularidades. Atenciosamente”

LEIA MAIS: Prefeitura de Botucatu nega divulgar a lista dos vacinados contra a Covid. São Manuel disponibiliza listagem completa em seu site

Jornal Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes