Botucatu fechou julho com mais de 230 novas vagas de trabalho preenchidas

Por mais um mês, a cidade de Botucatu apresentou saldo positivo na geração de postos de trabalho. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Governo Federal, apontaram saldo positivo de 233 novas oportunidades na relação de admissões e demissões no último mês de julho.

No ano, o saldo alcançou o número positivo de 1.316 postos de trabalho criados, nos setores do Comércio, Serviços, Indústria, Agropecuária e Construção Civil.

“Estamos percebendo essa retomada com a criação de postos de trabalho. É muito bom ver todos os setores contratando e gerando oportunidades à nossa população. Continuaremos trabalhando com investimentos na Cidade para que, além de oferecerem qualidade de vida aos moradores, sejam atrativos para empresas que queiram crescer e se desenvolver aqui”, afirmou o Prefeito Mário Pardini.

Para o mercado empresarial, Botucatu está muito bem servida de conhecimento científico e técnico. Além de dois campus da Unesp, a Cidade possui uma Fatec, uma Etec e unidades do Sistema S (SENAI, Sebrae e Senac), além de diversas universidades privadas, que garantem qualificação profissional à população.

Além da mão de obra especializada, Botucatu já possui em seu território grandes empresas metalúrgicas, e outras indústrias que atuam no setor da construção civil, e do setor moveleiro.

Com isso, o município se torna atrativo também para empresas prestadoras de serviços e fornecedoras de insumos para essas grandes instituições.

“Botucatu está pronta para a retomada plena da economia. Medidas sanitárias responsáveis adotadas durante a pandemia, aliadas à uma administração que priorizou dotar o município de infraestrutura básica completa para oferecer às empresas que aqui querem aportar, já estão mostrando resultados claros, sendo exemplo a instalação no município da maior indústria de revestimento cerâmico do país. Além dessa infraestrutura, nossa localização geográfica faz com que o escoamento da produção industrial atinja os grandes centros de consumo, outro grande motivo que justifica a retomada”, citou Junot de Lara Carvalho, Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda.

Outro detalhe importante são os recursos que a Cidade oferece às empresas, como a ampla rede de gás natural encanado, espalhada por toda a Cidade e área rural, e também a capacidade hídrica.

Uma das maiores obras do estado de São Paulo está sendo executada em Botucatu. Uma barragem de acumulação de água, a barragem do Rio Pardo, que garantirá a autossuficiência no abastecimento de água no Município para a população e indústrias nas próximas 6 ou 7 décadas.

A represa a ser formada pela obra que já está em execução e tem previsão para estar concluída e operando em 2023, terá volume total de reservação de 9 bilhões de litros de água, com 566 metros de extensão e profundidade que varia entre 15 e 20 metros.

Comunicação

Scroll Up