22 de junho, 2024

Últimas:

Botucatu: Aluna de autoescola denuncia pedido de propina em Prova Prática de Direção

Anúncios

Uma aluna de autoescola de Botucatu relatou um episódio de corrupção durante a prova prática para obtenção da carteira de habilitação. A jovem, de 18 anos, afirmou ter sido alvo de um pedido de propina por um examinador do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP). O incidente ocorreu na quinta-feira (16), por volta das 13h30, e foi registrado no Primeiro Distrito Policial da Polícia Civil para investigação.

Segundo o depoimento da aluna, o examinador, a quem ela nunca havia visto antes, começou a pressioná-la de forma grosseira enquanto ela se preparava para iniciar o exame prático veicular de categoria B. Durante a prova, o examinador desestabilizou ainda mais a jovem com comentários intimidatórios sobre a possibilidade de reprovação, antes de sugerir ajuda em troca de um suborno.

Anúncios

“Olha o que você está fazendo, você irá reprovar, o tempo está acabando”, teria dito o examinador, seguido pela pergunta: “Você precisa de ajuda?”. Ao questionar se ele realmente poderia ajudá-la, a aluna recebeu a resposta: “Por R$ 300,00 eu posso”. A jovem relatou que, ao recusar a oferta, o examinador reduziu o valor para R$ 200,00 ou, como alternativa, exigiu o celular da vítima, um aparelho Xiaomi.

Abalada pela situação e chorando, a aluna conseguiu finalizar a prova, mas decidiu levar a denúncia à Polícia Civil após orientação do Presidente de Banca do Detran, que foi informado do ocorrido. O examinador foi identificado pela polícia, mas não compareceu à delegacia para dar sua versão dos fatos. O caso foi registrado como corrupção passiva, conforme o artigo 317 do Código Penal.

Anúncios

Resposta do Detran-SP

Em resposta ao incidente, o Detran-SP informou que a denúncia foi encaminhada à auditoria do órgão, que por sua vez repassou o caso ao Setor de Agentes Delegados e Regulados para medidas administrativas. O examinador foi suspenso cautelarmente e está sob investigação, com a possibilidade de cassação do registro de credenciamento.

O Detran-SP destacou seu compromisso com o combate às irregularidades por meio de ações de fiscalização rigorosas. Medidas administrativas são aplicadas tanto a servidores quanto a agentes delegados e regulados, incluindo autoescolas, despachantes e outros profissionais do setor. Qualquer suspeita de irregularidade pode ser denunciada anonimamente pelo Disque Denúncia 181 ou pela internet no site www.webdenuncia.org.br.

Além disso, condutas irregulares podem ser formalmente denunciadas à Ouvidoria do Detran-SP através do portal do órgão, garantindo que todas as denúncias sejam devidamente apuradas e medidas adequadas sejam tomadas.

Esse caso reforça a necessidade de vigilância e transparência nos processos de habilitação e a importância da participação cidadã no combate à corrupção. A apuração continua em curso e novos desdobramentos são esperados nos próximos dias.

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Levantamento divulgado nesta semana pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em conjunto com o Fórum Brasileiro de Segurança...

Categorias