Alerta para baixa umidade do ar; saiba o que fazer para cuidar da saúde

No interior paulista a sensação vai ser de muito calor nos próximos dias, com máximas entre 35°C e 36°C em algumas regiões. A umidade relativa do ar vai fica abaixo dos 20% nas horas mais quentes, a situação é de alerta!

Baixa umidade do ar no inverno pode prejudicar sua saúde

O ar seco causa incômodo nos olhos, nariz, lábios e no trato respiratório, por ressecar as mucosas. 

Mucosas ressecadas são mais sensíveis e ficam sujeitas a irritações, principalmente se as coçarmos, são mais suscetíveis a micro feridas, que facilitam a penetração de vírus e bactérias que podem desenvolver infecções de intensidades variadas.

Além disso, a maioria dos vírus e bactérias sobrevive por mais tempo em ambiente seco.

Dicas para se prevenir!

– Para se precaver dos efeitos nocivos à saúde provocados pela baixa umidade relativa do ar é necessário se hidratar bem, através da ingestão de líquidos, principalmente ao praticar exercícios físicos a céu aberto.

– Umidifique os olhos com colírios umectantes, sobretudo se estiver usando lentes de contato. Usar umectantes labiais também ajuda.

– Evite se expor a ambientes assim tão secos, sobretudo para pessoas imunodeprimidas ou com histórico de complicações respiratórias.

– Aumente a ventilação dos ambientes fechados, para dificultar a transmissão de patógenos por via aérea. Há aparelhos umidificadores de ar, que se usados adequadamente, conforme as instruções de fábrica, também deixam um ambiente fechado mais confortável e relativamente mais “seguro”. No entanto, é bom evitar a disposição de recipientes com água pela casa, especialmente próximo a tecidos e espumas (como colchões e travesseiros), porque conforme a noite avança, as temperaturas frequentemente declinam rapidamente e, então, a umidade do ar se eleva. Com fontes de água líquida por perto, em ambientes fechados, rapidamente a umidade relativa do ar naquele local fica próxima ao ponto de saturação, o que favorece a dispersão de fungos e bolores, cujos prejuízos à saúde são tão ou mais severos do que os causados pelo ar mais seco.

O alerta para o aumento nos focos de incêndio continua ao longo da semana no interior do estado!

Com Climatempo

Scroll Up