‘A gente não acreditou no que estava vendo’, conta testemunha de acidente aéreo que deixou sete mortos em Piracicaba

Testemunhas do acidente aéreo que deixou sete mortos em Piracicaba (SP) nesta terça-feira (14) contaram o que viram nos momentos antes e após a queda da aeronave. Entre as vítimas, estava o empresário acionista da usina Raízen Cosan Celso Silveira Mello Filho, a esposa e os três filhos, além do piloto e copiloto da aeronave.

O garçom Marcos Eduardo de Souza estava em um local próximo ao acidente e guardava o carro no estacionamento quando ouviu o barulho do avião passando. Ele relata que a aeronave voava baixo e virou de lado, o que causou estranheza. “Uma pessoa que estava do meu lado falou ‘tá caindo’. Aí deu aquele impacto”, contou.

“A gente não acreditou no que estava vendo e subiu aquela bola de fogo. A gente começou a entrar em desespero e começamos a avisar todo mundo e ligar para os bombeiros. Todo mundo em choque.

Segundo ele, antes da queda o avião passou ao lado de uma construção. “Não sei se ele foi tentar fazer a curva e já deu de bico aqui na frente. É uma coisa que a gente só vê em filme”, disse.

Circuito de segurança grava momento em que avião cai em área de mata de Piracicaba

Circuito de segurança grava momento em que avião cai em área de mata de Piracicaba

Outra testemunha foi a auxiliar de limpeza Telma Casarotto. Ela estava do lado de fora de um prédio quando viu a aeronave passando. “Eu achei estranho o jeito que ele estava vindo”, contou.

“Ele [avião] veio, desviou do prédio, se tivesse pegado no prédio tinha sido uma tragédia também, aí ele veio e eu já vi que ele desligou o motor. Aí ele já virou pra ir pra cima, foi e caiu aqui. Eu só pensei ‘ai meu Deus do céu, o avião caiu'”, lembra.

Ela conta que ficou tão assustada com a queda que ficou parada. “Daí o zelador correu ali pra ver, mas não deu tempo de ver mais nada. Era só fogo.”

A auxiliar de logística Thaís Gomes da Silva disse que estava trabalhando quando ouviu a tragédia. “Eu estava sentada lá no meu escritório aí eu só ouvi o barulho do avião caindo, quando fez um estrondo, estremeceu tudo. Quando eu vi estava o fogo alastrado já, tudo preto.”

A queda

De acordo com os bombeiros, o avião saiu do Aeroporto de Piracicaba com destino ao Pará e caiu logo depois, pouco antes das 9h, em uma área verde ao lado da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec).

O vídeo no início da reportagem mostra o momento que o avião cai ao fundo de um condomínio. Após atingir alguns eucaliptos durante a queda, a aeronave explodiu e teve início um incêndio na mata.

Segundo a Prefeitura de Piracicaba, o avião modelo King Air B200 saiu do Aeroporto Municipal Pedro Morganti e a queda aconteceu cerca de 15 segundos após a decolagem, em uma plantação de eucaliptos.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Força Aérea Brasileira (FAB), informou em nota que foi acionado e vai apurar o caso.

Nessa ação os investigadores identificam indícios, fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas e reúnem documentos. O objetivo, segundo o órgão, é prevenir que novos acidentes com características semelhantes aconteçam.

De acordo com o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), a aeronave acidentada estava com o certificado e a manutenção em dia.

Scroll Up