22 de junho, 2024

Últimas:

Vizinho preso por estupro em Tatuí ameaçava crianças para não denunciarem abusos, diz mãe

Anúncios

O homem que foi preso suspeito de estuprar dois meninos em Tatuí (SP) ameaçava as crianças, de 8 e 10 anos, para que não contassem sobre os abusos aos pais, segundo a mãe das vítimas.

“Ele ameaçava as crianças dizendo que se contassem, coisa pior poderia acontecer. Ele falava que ia matar o pai, a mãe e as próprias crianças. Eles tinham medo. Graças a Deus me contaram, mas já sofriam há um ano”, afirma.

Anúncios

De acordo com a mãe das vítimas, os meninos contaram sobre os abusos no início de março, e ela registrou um boletim de ocorrência na delegacia.

Segundo o BO, a mulher contou à polícia que os filhos comentaram sobre o vizinho da família durante um almoço e um deles acabou contando que ele e o irmão estavam sendo abusados pelo homem. As crianças também disseram que o vizinho mostrava vídeos pornográficos para elas no celular.

Anúncios

Ainda conforme o registro policial, os abusos ocorriam quando os meninos iam até a oficina do vizinho para ajudá-lo com a organização e limpeza do espaço, em troca de um “dinheirinho”.

“Ele conserta televisões. Era uma pessoa pacata, que eu conheci a vida inteira. Ele tem filho, neto, esposa, eu não via maldade. Os vizinhos ficaram assustados”, conta a mulher.

A mãe das vítimas também explicou que, assim que soube do crime, não hesitou em procurar a polícia. Além de registrar o BO por estupro de vulnerável, ela denunciou o caso nas redes sociais.

“Depois que eu expus nas redes sociais, outras vítimas começaram a denunciar. Várias pessoas me mandaram mensagem falando que ele mostrava as partes íntimas para as crianças. Se a gente não faz isso, imagina o que pode acontecer”, desabafa.

Investigação

Depois do registro do BO, o caso passou a ser investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Tatuí. Os meninos passaram por exame de corpo de delito e foram ouvidos através de escutas especializadas.

Segundo a mãe, nos últimos meses, a família havia percebido um comportamento diferente nos meninos, que estavam mais amedrontados e agressivos.

“Agora eles vão fazer acompanhamento psicológico. Eles estão mais rebeldes, com medo. Está muito difícil. Esse mês eu emagreci uns cinco quilos por causa de tudo isso”, relata.

Durante as investigações, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva do suspeito, e o mandado foi cumprido na noite de quarta-feira (6) em Tatuí.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Levantamento divulgado nesta semana pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em conjunto com o Fórum Brasileiro de Segurança...

Categorias