Veja quem são as 12 vítimas de acidente entre ônibus, van e caminhão que transportava eucalipto na BR-101, na Bahia

Todas as 12 vítimas que morreram no acidente envolvendo um ônibus, uma van e um caminhão bitrem que carregava eucalipto, na noite de quarta-feira (29), na BR-101, foram identificadas. A batida aconteceu trecho do distrito de Mundo Novo, que fica na cidade de Eunápolis, sul da Bahia.

Onze vítimas estavam no ônibus, entre elas duas crianças de 1 e 10 anos. A 12º vítima dirigia a van. De acordo com o delegado Hermano Costa, o veículo não era usado para transporte de pessoas, era uma van familiar.

Outras 22 pessoas ficaram feridas, sendo que seis delas estão em estado grave. Três foram levadas para o Hospital Regional de Eunápolis e as outras três foram encaminhadas ao Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro. Uma delas tem estado mais delicado, e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Douglas Santos Silva

Douglas Santos Silva e a esposa — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Douglas Santos Silva e a esposa (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ele tinha 45 anos e era o motorista da van. Douglas estava acompanhado da esposa, que sobreviveu ao acidente. Ele era morador de Porto Seguro.

Leandro Assunção Oliveira

Leandro Assunção dirigia o ônibus que foi atingido no acidente — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Leandro Assunção dirigia o ônibus que foi atingido no acidente (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ele tinha 40 anos e era motorista do ônibus atingido. Leandro morava na cidade de Camacã. Ainda não há detalhes se ele era casado e tinha filhos.

Carlos Alberto Matheus Alves

Carlos Matheus é uma das vítimas do acidente na Bahia — Foto: Reprodução / Redes Sociais
Carlos Matheus é uma das vítimas do acidente na Bahia (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Ele tinha 63 anos e era passageiro do ônibus. Carlos Alberto era médico pediatra e trabalhou mais de 13 anos para a Prefeitura de Itabuna. A vítima era solteira e não tinha filhos.

Safira dos Santos do Nascimento

Safira dos Santos do Nascimento — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Safira dos Santos do Nascimento (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ela tinha 10 anos e era passageira do coletivo. Ela era estudante e estava acompanhada da mãe, Ana Aline, e da irmã Samiry. Junto com a família, morava em Ibicaraí.

Samiry dos Santos do Nascimento

Samiry dos Santos do Nascimento — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Samiry dos Santos do Nascimento (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ela tinha 1 ano e 5 meses de idade e era passageira do coletivo. A bebê estava acompanhada da mãe, Ana Aline, e da irmã Safira. Junto com a família, morava em Ibicaraí.

Ana Aline dos Santos

Ana Aline dos Santos — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Ana Aline dos Santos (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ela tinha 25 anos e também era passageira do ônibus. Dona de casa e casada, Ana Aline viajava com as duas filhas, Safira e Samiry. A família morava em Ibicaraí.

Maria das Dores da Silva

Maria das Dores da Silva — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Maria das Dores da Silva (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ela tinha 66 anos e era passageira do ônibus. Maria era professora da cidade de Eunápolis, onde morava com a família.

Raimunda de Souza Céu

Raimunda de Souza Céu — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Raimunda de Souza Céu (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ela tinha 73 anos e era passageira do ônibus. Raimunda era professora da cidade de Eunápolis, onde morava com a família.

Célia Barbosa da Silva

Célia Barbosa da Silva — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Célia Barbosa da Silva (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ela tinha 63 anos e era passageira do coletivo. Célia era funcionária pública e morava no bairro de Santa Lúcia, na cidade de Eunápolis.

Luciene Alves dos Santos

Luciene Alves dos Santos — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Luciene Alves dos Santos (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ela tinha 39 anos e também era passageira do coletivo. Luciene era camareira, casada, tinha duas filhas e morava em Porto Seguro.

Fátima Maria Gomes Lima

Fátima era natural do Recife — Foto: Arquivo Pessoal
Fátima era natural do Recife (Foto: Arquivo Pessoal)

Ela tinha 65 anos e também era passageira do coletivo. Fátima era natural do Recife. Ainda não há detalhes se ela era casada e tinha filhos.

Maria do Carmo de Araújo Jatobá

Maria do Carmo era da cidade de Itapé — Foto: Blog Pauta
Maria do Carmo era da cidade de Itapé (Foto: Blog Pauta)

Ela tinha 65 anos e também era passageira do coletivo. Maria do Carmo nasceu na cidade de Itapé, na Bahia. Ainda não há detalhes se ela era casada e tinha filhos.

O Acidente

Um acidente envolvendo um ônibus, uma van e um caminhão bitrem que carregava eucalipto, na noite de quarta-feira (29), na BR-101, deixou 12 mortor. A batida aconteceu no trecho do distrito de Mundo Novo, que fica na cidade de Eunápolis, sul da Bahia.

A pista só foi liberada na manhã desta quinta-feira (30), após a retirada do caminhão e do ônibus da via. Segundo a polícia, entre as vítimas estão os motoristas do coletivo e da van, e duas crianças – de 1 e 10 anos.

Outras 22 pessoas ficaram feridas, sendo que cinco estão em estado grave no Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro. Uma delas – uma criança –, está em situação mais delicada, internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Seis feridos seguem no Hospital Regional de Eunápolis e os outros 11 já tiveram alta médica.

O acidente aconteceu no Km 703, por volta das 20h de quarta. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caminhão bitrem seguia em direção a Itabuna. Em uma curva, o ultimo vagão do veículo tombou, desprendeu e rodou na pista.

O vagão estava com as toras de eucalipto e atingiu o ônibus e a van, que seguiam no sentido contrário da pista. O ônibus fazia a linha Itacaré/Porto Seguro, já a van ia de Eunápolis para Itabuna. O motorista do caminhão fugiu do local, sem prestar socorro às vítimas.

O inquérito de apuração do caso já foi aberto pela delegacia de Eunápolis. De acordo com o delegado Hermano Costa, o advogado do condutor do caminhão entrou em contato com a unidade policial e informou que ele vai se apresentar na manhã de sexta-feira (1º).

Ainda conforme o delegado, a defesa do motorista alegou que ele fugiu do local por medo de ser linchado pelas testemunhas. Hermano detalhou ainda que a van envolvida no acidente não era usada para transporte de pessoas, era um veículo familiar.

A empresa do coletivo é a Rota Transportes. Por meio de nota, a companhia lamentou a morte do motorista e informou que está dando assistência aos passageiros feridos e às famílias dos que morreram.

Imagens mostram acidente entre ônibus, van e caminhão que transportava eucalipto na BR-101 — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Imagem mostra acidente entre ônibus, van e caminhão que transportava eucalipto na BR-101 (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Por meio de nota, a empresa mineira Gomes Transportes de Almenara, responsável pelo caminhão que transportava o eucalipto, informou que lamenta profundamente a situação. Disse que o acidente foi causado por falha mecânica, que as circunstâncias ainda serão apuradas e que está prestando todo apoio necessário as vitimas.

Imagens mostram toras de madeira que atingiram ônibus e van na BR-101 — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Toras de madeira atingiram ônibus e van na BR-101 (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Fonte: G1

Scroll Up