Técnico promete explorar lado mental de Belfort

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

No dia 7 de novembro, no ginásio do Ibirapuera (SP), uma das trilogias mais aguardadas no MMA definirá quem irá sair na vantagem entre os veteranos Dan Henderson e Vitor Belfort. O duelo está empatado com uma vitória para cada lado e no último encontro entre os atletas, em dezembro de 2013, o carioca nocauteou o americano em pouco mais de um minuto, devolvendo a derrota que lhe foi imposta em 2006, no extinto Pride. Para um dos treinadores de ‘Hendo’, a ideia é colocar pressão em Belfort, uma vez que, de acordo Ricardo ‘Pantcho’ Feliciano, o brasileiro não aguenta passar sufoco e se entrega quando a situação é adversa.

Das 24 vitórias conquistadas ao longo da carreira do ‘Fenômeno’, apenas seis delas vieram após a etapa inicial e, muitas vezes quando é derrubado e a luta passa do primeiro round, o carioca diminuí consideravelmente o ritmo. Por sua vez, apesar de saber que o pupilo tem como ponto forte sua potente mão direita , o treinador do americano revelou que explorar a maior fraqueza de Belfort pode ser uma boa opção.

“A cabeça do Dan Henderson é muito forte. Mesmo que ele fique cansado, jamais vai se entregar. Ao contrário do Vitor, que quando cansa ou toma uma pressão, se entrega. Acredito que a luta se prolongando, teremos mais chances de obter  a vitória, pois mesmo o Hendo cansado, ele não vai se entregar. Já o Vitor… Com certeza pretendemos usar essa parte da luta a nosso favor. Contra o Weidman, ele partiu com tudo para cima, não conseguiu o que queria e ficou claro que ele ficou quebrado, a mente do Belfort acabou naquele momento. Ele tem jiu-jitsu e não conseguiu usar depois da queda. Com certeza foi uma questão mental e se pudermos explorar isso, por que não?”, revelou, em entrevista exclusiva à Ag. Fight.

Enquanto Belfort vem de derrota por nocaute para Chris Weidman em disputa de cinturão, o americano ganhou novo fôlego ao nocautear Tim Boetch em sua última apresentação e quebrar uma sequência de  dois reveses. Aos 45 anos e com mais de 40 lutas no currículo, Dan Henderson deve vir muito bem preparado, já que foi o veterano que pediu a revanche contra o brasileiro, conforme Ricardo Feliciano afirmou.

“Estamos dando ênfase a preparação e ele vai chegar bem, está motivado e pediu essa luta. Hendo não precisava de uma luta como essa, mas é uma luta que ele queria com o Vitor, pela frustração da luta anterior. Ele quer mostrar que vai bater no Vitor. O Henderson tem a mão direita como grande arma, mas não podemos esquecer que ele é um wrestler. Se tivermos a oportunidade de aplicar a queda, por que não? Sabemos que o Vitor não gosta de viver o lado reverso da coisa, ele é um cara técnico e duro, mas não atura passar adversidade”, concluiu.

Fonte: Yahoo

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes