Suspeitos de matar policial em Dois Córregos são mortos em confronto

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Um casal morreu após uma ação de policiais militares de Monte Mor (SP) em uma diligência para encontrar armas e suspeitos de ataques a caixas eletrônicos. O homem de 43 anos e mulher de 21 também são suspeitos de participação na morte de um policial militar em Dois Córregos (SP) na segunda-feira (18).

A ação ocorreu no final da tarde de quinta-feira (21) no Jardim Alvorada. Foram apreendidos quatro fuzis, uma pistola ponto quarenta, ao menos trinta carregadores e centenas de munições. O armamento estava escondido em um dos quartos do imóvel, que era vizinho de uma igreja.

Todo o material estava em mochilas, o que indica, segundo os policiais, que eles tinham objetivo de um ataque nas próximas horas.

De acordo com o major Cleotheos Sabino, ao entrarem na casa os policiais encontraram os dois suspeitos com armas de grosso calibre nas mãos. Ainda segundo ele, ambos tinham intenção de revide.

Armas e munições apreendidas por policiais militares em Monte Mor (Foto: Daniel Mafra)

“Já na cozinha da casa fomos surpreendidos com um indivíduo com um fuzil, na qual fez menção de atirar nas equipes. Ele foi alvejado. E, também no quarto, uma segunda pessoa do sexo feminino também portando uma pistola de grosso calibre. Uma ponto quarenta, e também foi alvejada”, disse o major Cleotheos Sabino.

Os moradores vizinhos do casal viram parte da ação e disseram à EPTV, afiliada da TV Globo, que ficaram assustados com a movimentação policial.

“Eu vi quando a PM entrou na casa e ouvi os tiros, só isso”, afirmou uma vizinha.

Ela disse ter ouvido quatro disparos.

As armas e munições apreendidas pela Polícia Militar de Monte Mor (Foto: Reprodução/EPTV)

Suspeitos baleados

Os policiais chamaram uma ambulância para socorrer os dois suspeitos. Porém, Márcio Alexandre Henrique, de 45 anos, e Ewely Tallya, de 21 anos, morreram no local.

Investigadores de Jaú

Policiais civis de Jaú foram chamados para verificar as armas. O motivo é o fato de o casal ser suspeito de participar da morte do cabo Marcelo Reinaldo Gardinal, de 43 anos. Ele foi assassinado em uma perseguição em uma rodovia de Dois Córregos.

As cápsulas do confronto foram trazidas para análise para verificar se batem com as armas apreendidas em Monte Mor.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes