Suspeito que se passava por mudo é preso por roubos em pet shop de Lins

A Polícia Civil de Lins (SP) prendeu em flagrante nesta segunda-feira (16) um homem que se disfarçava de mudo para praticar assaltos na cidade. O suspeito atacou duas vezes um pet shop na região central da cidade, levando dinheiro e produtos.

No primeiro ataque ao estabelecimento, na última terça-feira (10), o homem foi flagrado por câmeras de segurança do local entregando um papel a um funcionário que trazia a frase “Sou mudo, isso é um assalto”. Ele pegou cerca de R$ 400 a R$ 500 em dinheiro do caixa e saindo da loja.

Já nesta segunda-feira, o mesmo homem voltou ao pet shop e, desta vez falando, anunciou o assalto para exigir, sob ameaça, a entrega de produtos pet. As imagens desta segunda ação não foram divulgadas.

Imagens mostram suspeito apresentando papel no qual dizia ser mudo (no detalhe) antes pegar o dinheiro do caixa (à dir.) — Foto: Polícia Civil/Reprodução
Imagens mostram suspeito apresentando papel no qual dizia ser mudo (no detalhe) antes de pegar o dinheiro do caixa (à dir.) (Foto: Polícia Civil/Reprodução)

Após entregar os produtos ao criminoso, o funcionário acionou a polícia e agentes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Lins identificaram e prenderam o suspeito na sua casa. No local, os policiais também apreenderam as roupas usadas pelo homem na ação do último dia 10.

Segundo a polícia, o homem confessou os crimes sob alegação de que estava praticando roubos para cobrir dívidas de drogas. Com a prisão, outros dois crimes semelhantes foram esclarecidos.

Policiais da DIG apreenderam na casa do suspeito as roupas que ele usou no primeiro roubo ao pet shop — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Policiais da DIG apreenderam na casa do suspeito as roupas que ele usou no primeiro roubo ao pet shop (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

O homem foi preso em flagrante pelo crime de roubo, que prevê pena de quatro a dez anos de prisão, além de multa.

Segundo o delegado Wanderley Gonçalves Santos, titular da DIG, a polícia pediu a prisão preventiva do suspeito. Após análise, o suspeito foi solto nesta terça-feira (17) pelo juiz na audiência de custódia.

Fonte: G1