Seletiva para trabalhar no Bom Prato e Banco de Alimentos reúne 1.070 pessoas em Botucatu

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Na última quarta-feira (9) foi realizado o processo de seleção e recrutamento de pessoas interessadas em trabalhar no Banco de Alimentos, em fase final de construção na Vila Ema e na unidade do Restaurante Bom Prato, que funcionará no campus da Unesp em Rubião Júnior. O atendimento às pessoas foi realizado das 8 às 17 horas, na sede da ACE/CDL, pelo Instituto J. Augusto que ficará responsável pela gestão dos dois novos equipamentos públicos.
Para o Bom Prato foram disponibilizadas 17 vagas: cozinheiro (2), ajudante de cozinha masculino (8), ajudante de cozinha feminino (4), estoquista, nutricionista e caixa. Para o Banco de Alimentos cinco vagas: nutricionista, motorista, auxiliar de serviços gerais (2) e auxiliar administrativo. Além do salário mensal, os contratados terão direito a vale transporte e cesta básica.
seletiva de emprego 2Segundo a presidente do Instituto, Regina Augusto, foram atendidas 1.070 pessoas na seletiva e que grande parte dos currículos superavam os perfis das vagas disponibilizadas. “A procura das vagas foi grande não somente por pessoas de Botucatu, mas também de várias cidades como São Manuel, Itatinga, Porangaba, Mauá, Limeira e São Bernardo do Campo. A maior parte dos interessados foram mulheres e também pessoas que estão desempregadas a partir deste ano”, salienta.
Ainda de acordo com Regina, todas as pessoas que passaram pela seletiva terão um retorno até dia 23 deste mês se foram aprovados ou não. Na sequência, os selecionados passarão por testes. “Nossa expetativa é iniciar as atividades do Banco de Alimentos em outubro e em novembro do Banco de Alimentos”, informa.
Busca de oportunidades 
Thaís Aparecida, de 32 anos, está desempregada há dois meses e buscou na seletiva uma oportunidade de voltar ao mercado de trabalho. “O que mais me chamou a atenção nas vagas  foram os benefícios oferecidos além do salário como a cesta básica e o transporte”, comenta.
Já Paula Carolina Almeida, de 18 anos, foi em busca de seu primeiro emprego. “Além da oportunidade de emprego o salário também me chamou atenção”, enfatiza.
Quem é? – O Instituto J. Augusto, fundado em 2005, é uma Organização Não Governamental (ONG) sem fins lucrativos, com gestão autônoma. Presta consultoria no âmbito da formação continuada na assistência social, em gestão pública de contratações e suprimentos.
Está apto a desenvolver projetos nas áreas de saúde, educação, assistência e inclusão social, cultura, desporto, qualificação profissional, geração de renda e meio ambiente, preocupando-se com o ser humano em sua plenitude.
A atuação do Instituto J. Augusto se dá em todo o território brasileiro, em parceria com as três esferas de governo, com o setor privado e com organizações da sociedade civil, consolidando uma política de qualidade significativa na transformação e na inclusão social com o norte no comprometimento, na responsabilidade e na transparência.

Fonte: Prefeitura Municipal de Botucatu

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes