São Paulo vence o Internacional no Morumbi

Pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo fez um bom jogo e venceu um desfalcado Internacional por 1 a 0 neste domingo, no Morumbi. Os mandantes saíram na frente com Gabriel Sara aos quatro minutos, tiveram outras grandes chances durante o jogo e asseguraram um importante triunfo para se distanciarem da zona de rebaixamento e colarem no G6.

O São Paulo foi dominante no primeiro tempo, levando muita vantagem pelo lado esquerdo. Com apenas quatro minutos, os mandantes abriram o placar com Gabriel Sara, em chute cruzado que ainda tocou na trave. A pressão inicial também rendeu boas chances com Sara, Rigoni, Reinaldo e Igor Gomes. Já a grande oportunidade do Inter foi em finalização de longe de Lindoso que carimbou o travessão de Volpi.

Já a segunda etapa foi mais equilibrada, com o time comandado por Rogério Ceni ainda melhor, mas tendo menos facilidade para vencer a defesa visitante. Mesmo assim, os donos da casa tiveram grandes oportunidades de ampliar, com Igor Gomes e Luciano, que não foram aproveitadas.

Com o resultado, o São Paulo vai dormir na 11ª posição, com 37 pontos, sete a mais que o Juventude, que abre a zona de rebaixamento, e quatro a menos que o próprio Internacional, sexto colocado. O Colorado, no entanto, pode cair para o sétimo lugar caso o Corinthians não perca para a Chapecoense, na segunda-feira, na Neo Química Arena.

O Inter volta a campo no sábado para enfrentar o Grêmio, às 19 horas (de Brasília), no Beira-Rio. Já o São Paulo visita o Bahia no próximo domingo, às 18h15, na Fonte Nova. Ambos os confrontos são válidos pela 30ª rodada do Brasileirão.

São Paulo e Internacional entraram em campo com mudanças. Enquanto o Tricolor voltou a utilizar um sistema com três zagueiros, marca do ex-técnico Hernán Crespo, o Colorado sofreu com os muitos desfalques, tendo apenas seis jogadores à disposição no banco de reservas. Artilheiro da equipe gaúcha no Brasileirão, Yuri Alberto sentiu um desconforto no tornozelo e virou mais uma baixa.

Jogando em casa e com o apoio do seu torcedor, o São Paulo dominou o início da partida. As principais chegadas ao ataque foram pelo lado esquerdo, onde Léo, Reinaldo e Gabriel Sara se entenderam bem, triangulando e se movimentando para confundir a defesa do Inter.

Foi assim que o time de Rogério Ceni abriu o placar, logo aos quatro minutos de jogo. Após receber a bola já no campo de ataque, Léo cortou Edenílson e acionou Reinaldo, que tocou forte de primeira para Sara. O camisa 21 superou a marcação de Rodrigo Lindoso ao dominar, entrou na área e bateu cruzado rasteiro de canhota. Antes de entrar, a bola ainda tocou na trave.

Mesmo com a vantagem, o São Paulo seguiu pressionando até os 25 minutos do primeiro tempo. Sara levou perigo em cabeçada após cruzamento de Reinaldo, mas mandou para fora. Logo na sequência, o meia roubou a bola no campo de defesa e lançou Rigoni, que avançou em velocidade, passou por Bruno Méndez e finalizou cruzado da beirada da área para fora.

Durante a pressão inicial, os donos da casa também levaram perigo em tentativas de fora da área. Primeiro, Reinaldo cortou Saravia e bateu forte no meio do gol, exigindo defesa de Marcelo Lomba. Pouco depois, foi a vez de Igor Gomes ficar com a sobra e chutar colocado para fora.

Aos poucos, o ritmo do São Paulo caiu. Na primeira vez que conseguiu finalizar com qualidade, aos 30 minutos, o Inter quase empatou. Rodrigo Lindoso teve liberdade no meio para avançar, arriscar de longe e acertar o travessão de Tiago Volpi.

Mesmo menos intenso do que foi nos primeiros minutos, o São Paulo controlou a partida até o intervalo. No fim, Rigoni teve grande chance de ampliar ao receber belo lançamento de Igor Gomes e ficar livre na frente de Marcelo Lomba, mas errou a batida por cobertura e viu o goleiro fazer a defesa.

As duas equipes vieram com mudanças para o segundo tempo. Rogério Ceni colocou Igor Vinícius no lugar de Orejuela, o que pouco mudou na estrutura do São Paulo. Já Diego Aguirre colocou Kaíque Rocha e Caio Vidal nas vagas de Paulo Victor e Boschilia, fazendo com que o Internacional também jogasse com três zagueiros.

O Tricolor não conseguiu ter aquele início sufocante como na primeira etapa, muito por conta da melhor organização defensiva visitante, mas seguiu controlando as ações do jogo. Rigoni levou perigo após receber grande lançamento de Luciano, entrar na área pela direita e bater para fora. Já Igor Gomes exigiu grande defesa de Marcelo Lomba em tentativa de fora da área.

As melhores oportunidades de marcar vieram pouco depois. Após boa jogada de Reinaldo pela esquerda, Igor Gomes recebeu o cruzamento na entrada da pequena área e completou de primeira com o pé direito, mas mandou para fora e desperdiçou grande chance. Minutos depois, Rigoni avançou em velocidade e deixou Luciano sozinho dentro da área. Mesmo tendo tempo para dominar, o camisa 11 pegou muito mal na bola e errou o alvo.

Já o Inter só foi chegar com perigo pela primeira vez aos 24 minutos, em chute forte de Gustavo Maia que passou perto da trave esquerda de Volpi. O São Paulo conseguiu responder aos 33, em finalização fraca de Gabriel Sara com o pé direito defendida por Lomba. O goleiro ainda foi seguro ao agarrar cabeçada de Léo logo na sequência.

Com as substituições ao longo da segunda etapa, a partida ficou mais equilibrada. Os escorregões no gramado molhado por conta da chuva também colaboraram para o menor número de boas chegadas ao ataque de ambos os times. Mesmo assim, o Tricolor assustou com Benítez, que isolou ao ficar com sobra na entrada da área aos 37 minutos.

Na reta final, o São Paulo controlou a partida, dando pouco espaço para o Inter contra-atacar, e garantiu a vitória.

SÃO PAULO 1 X 0 INTERNACIONAL

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 31 de outubro de 2021, domingo
Horário: 18h15 (de Brasília)
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Cartões amarelos: Víctor Cuesta e Kaíque Rocha (Internacional)

Gol:
São Paulo: Gabriel Sara, aos 4 minutos do 1ºT.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Arboleda, Miranda, e Léo; Orejuela (Igor Vinícius), Liziero, Gabriel Sara, Igor Gomes (Éder) e Reinaldo (Bruno Alves); Luciano (Marquinhos) e Rigoni (Benítez).
Técnico: Rogério Ceni.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Saraiva (Zé Gabriel), Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Paulo Victor (Kaíque Rocha); Rodrigo Lindoso, Johnny, Edenílson e Boschilia (Caio Vidal); Maurício e Juan Cuesta (Gustavo Maia).
Técnico: Diego Aguirre.

Fonte: Yahoo!Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Scroll Up