São Manuel: Mulher espancada com socos e chutes por homem perdeu dentes após agressões. ‘Quase me matou’; vídeo

A mulher de 37 anos que foi violentamente agredida por um homem no fim do mês passado, em frente a um bar em São Manuel, revelou que perdeu dois dentes da frente e ficou com uma série de hematomas após o espancamento.

As cenas da agressão, captadas por câmeras de segurança instaladas na região central da cidade onde fica o bar, só começaram a circular nas redes sociais nesta semana.

Nas imagens, é possível ver um homem praticando a série de agressões com socos e chutes contra a mulher. Ela cai, bate a cabeça num carro e fica desmaiada na sarjeta. Mesmo caída, o agressor ainda a pega pelos cabelos, levanta sua cabeça e desfere um soco com ela ainda desacordada. (Veja no vídeo abaixo)

A vítima se diz revoltada com a situação e com a violência do ataque que, segundo ela, deu indícios de que poderia ter tido um desfecho mais trágico.

“Hoje meu sentimento é de muita revolta. No dia [da agressão] fui levada pra casa por uma amiga e quando cheguei estava vomitando sangue. Foi quando percebi que faltavam dois dentes da frente. Ele chutou minha cabeça, ele quase me matou”, disse a mulher, que prefere não se identificar.

A vítima é casada, tem filhos e diz que mora em São Manuel há cerca de quatro meses, quando se mudou para acompanhar o marido. Na cidade, conseguiu um emprego na colheita de laranjas, que ela precisou abandonar desde que foi agredida.

“Esse emprego não tem registro. Se eu não apareço para trabalhar, além de ficar sem receber, corro o risco de perder a vaga para outra pessoa. Mas não tenho condições, ainda estou muito machucada. É muita revolta”, diz a mulher.

Mulher fez uma selfie para mostrar os dentes arrancados pela agressão sofrida — Foto: Arquivo pessoal
Mulher fez uma selfie para mostrar os dentes arrancados pela agressão sofrida — Foto: Arquivo pessoal

Segundo a vítima relatou no boletim de ocorrência, ela estava no bar, no bairro Aparecida, quando o homem a tentou assediar. Após informar que era casada e que não atenderia ao assédio, teve início a discussão com agressões.

Ainda segundo seu relato, o homem teria tentado a enforcar, a atropelar e teria ameaçado com uma arma.

Após ser agredida, a mulher foi levada para casa por uma amiga. No dia seguinte, ela procurou a polícia e relatou o espancamento. A delegada responsável pelo caso, a Michela Ragazzi, disse que o inquérito foi instaurado e o suspeito identificado e indiciado, inicialmente, por lesão corporal gravíssima por ter provocado um dano permanente, no caso a perda dos dentes da frente da vítima.

Ela, no entanto, aguarda ainda um laudo complementar do IML que pode comprovar se houve risco de vida e nesse caso o suspeito pode ser indiciado por tentativa de homicídio doloso. Após isso ela vai concluir o inquérito e encaminhar para o Ministério Público que é responsável pela denúncia à Justiça.

G1