Santos perde do Deportivo Táchira nos pênaltis e está fora da Sul-Americana

O Santos está eliminado da Sul-Americana de 2022. Na noite desta quarta-feira, pelo jogo de volta das oitavas de final, o Peixe perdeu por 4 a 2 para o Deportivo Táchira-VEN nos pênaltis, em plena Vila Belmiro, após empate de 1 a 1 no tempo normal. Na ida, as equipes também ficaram no 1 a 1.

Com o resultado, a pressão sobre o trabalho de Fabián Bustos cresce ainda mais. O Alvinegro Praiano soma apenas uma vitória nos últimos 13 jogos. Após o apito final do árbitro, aliás, a torcida santista vaiou a equipe.

Nas quartas de final, os venezuelanos irão enfrentar o vencedor do duelo entre Independiente del Valle-EQU e Lanús-ARG. O embate está marcado para esta quinta-feira. No primeiro jogo, os equatorianos venceram por 2 a 1.

Já o Santos volta as suas atenções agora para o Campeonato Brasileiro. Neste domingo, às 18 horas (de Brasília), o clube recebe o Atlético-GO, pela 16ª rodada do torneio.

Atuando com o apoio de sua torcida, os brasileiros tentaram iniciar a primeira etapa pressionando. Com o relógio marcando oito minutos, Marcos Leonardo recebeu grande passe de Ângelo e bateu firme para a defesa de Varela. O goleiro voltou a ser exigido aos 12, em quente cabeçada de Eduardo Bauermann após cobrança de escanteio.

Instantes depois, Lucas Braga roubou a bola ainda no campo de defesa, se livrou da marcação e partiu até a área rival. O atacante, então, tentou o chute cruzado, mas mandou por cima. Já aos 22, Ângelo tabelou com Bruno Oliveira, cortou o adversário e bateu para o gol. No meio do caminho, a bola desviou na marcação e saiu pela linha de fundo.

Do outro lado, o Táchira foi preciso na resposta, logo em sua primeira investida no ataque. Uribe recebeu lançamento de Hernández e saiu cara a cara com João Paulo. O atacante tirou do goleiro e completou para o gol vazio, abrindo o placar aos 26 minutos.

Aos 38, os venezuelanos tiveram grande chance para ampliar. Depois de bela troca de passes, Cova recebeu livre na marca do pênalti e arrematou para bela defesa de João Paulo. No rebote, Fernández finalizou sem goleiro, mas a bola bateu em Uribe e subiu por cima da meta.

Nos acréscimos, a vida dos mandantes ficou ainda mais complicada. Isso porque Rodrigo Fernández parou Hernández com falta na entrada da área e recebeu o cartão vermelho.

Na volta do intervalo, o Peixe tentou intensificar a sua pressão, mesmo com um a menos. Com três minutos, Lucas Pires cobrou falta pela direita, a bola passou por todo mundo e carimbou a trave. Na sequência, o lateral tentou mais uma vez, dessa vez em arremate que parou em Varela.

Depois de tanto rondar a área rival, os donos da casa enfim balançaram as redes aos 25 minutos. Lucas Barbosa dominou na ponta direita e cruzou para Sánchez. O uruguaio apenas ajeitou de cabeça para Marcos Leonardo, que completou para o fundo do gol.

Nos minutos seguintes, o clube paulista seguiu tentando apertar. Aos 35, Rwan pegou a sobra na grande área e bateu para a meta, mas parou na marcação.

Do outro lado, o Táchira respondeu aos 37. Arace recebeu pelo meio e encontrou bom passe para Cova, que bateu para a defesa de João Paulo.

Com o susto, o Santos reagiu logo na sequência. Lucas Braga foi acionado pela direita, cortou o marcador e cruzou rasteiro para Lucas Barbosa. O atacante se antecipou à marcação, porém tocou pela linha de fundo. Já aos 45, Marcos Leonardo recebeu em profundidade e finalizou com perigo pela esquerda de Varela.

Dessa forma, a decisão foi para os pênaltis.

Pênaltis

Nas cobranças, quem se deu melhor foi o Táchira. Farias, Simisterra, Arace e Fernández fizeram para os venezuelanos. Do outro lado, Sandry e Sánchez até converteram, mas Ricardo Goulart e Lucas Barbosa desperdiçaram e deram a vitória para os visitantes.

SANTOS 1 (2) X (4) 1 DEPORTIVO TÁCHIRA-VEN

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 6 de julho de 2022, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Kevin Ortega (PER)
Assistentes: Michael Orue (PER) e Jesus Sanchez (PER)
VAR: Victor H. Carrillo (PER)
Cartões amarelos: Marcos Leonardo, João Paulo, Lucas Pires (Santos); Flores, Cova, Uribe, Ariano (Táchira)
Cartão vermelho: Rodrigo Fernández (Santos)
Publico: 11.081
Renda: R$ 363.280,00

GOLS: Marcos Leonardo, aos 25 do 2ºT (Santos); Uribe, aos 26 do 1ºT (Táchira)

SANTOS: João Paulo, Kaiky (Rwan), Luiz Felipe, Bauermann, Lucas Pires (Goulart), Rodrigo Fernández, Zanocelo (Sánchez), Bruno Oliveira (Sandry), Ângelo (Lucas Barbosa), Marcos Leonardo e Lucas Braga.
Técnico: Fábian Bustos

D. TÁCHIRA: Varela; Restrepo, Marrufo, Ariano e Pablo Camacho; Garcés, Francisco Flores; Cova, Hernández (Figueroa); Uribe (Simisterra) e Chacón (Arace)
Técnico: Álex Pallarés

Fonte: Yahoo! – Foto: Divulgação/Conmebol