15 de junho, 2024

Últimas:

Santos e São Paulo empatam sem gols na Vila Belmiro

Anúncios

Neste domingo, Santos e São Paulo travaram um clássico paulista sem grandes emoções pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O embate terminou empatado em 0 a 0 na Vila Belmiro. Os visitantes até chegaram a balançar as redes, mas o gol de Juan foi anulado por impedimento após revisão do VAR.

Com o resultado, o Peixe desperdiçou uma boa chance de abrir mais vantagem em relação à zona do rebaixamento. O time está em 14º, com 42 pontos, cinco a mais que o Cruzeiro, que abre o Z4. O Tricolor, por sua vez, está em 10º, com 46.

Anúncios

Agora, as duas equipes terão a semana livre de treinos devido a data Fifa. O São Paulo volta a campo no dia 22, quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), contra o Fluminense, no Maracanã, em jogo atrasado da 32ª rodada do Brasileirão. Já o Santos encara o Botafogo no dia 26, domingo, às 16 horas, no Nilton Santos, pela 35ª rodada.

Mesmo jogando longe de casa, o Tricolor começou a partida dominando a posse de bola na Vila Belmiro. Os visitantes trocaram muitos passes nos minutos iniciais e criaram uma boa chance de marcar aos 12. Juan aproveitou a sobra já dentro da área e bateu rasteiro para a grande defesa de João Paulo.

Anúncios

Com o susto, o Peixe tentou se lançar ao ataque e teve a oportunidade de responder. Marcos Leonardo cobrou falta na meia-lua, mas parou na barreira. Já aos 26, o camisa 9 puxou rápido contra-ataque e abriu para Soteldo. O meia-atacante cortou para o meio e soltou uma bomba por cima.

No lance seguinte, o São Paulo teve uma oportunidade de ouro para abrir o placar. Caio Paulista cruzou na medida para Michel Araújo, que subiu sozinho e tentou cabecear no contrapé de João Paulo. No meio do caminho, porém, a bola desviou na cabeça de Jean Lucas e explodiu no travessão.

Com o relógio marcando 32 minutos, Rato interceptou o passe de Silvera e disparou para o ataque. O atacante, então, serviu para Michel Araújo, que, escorregando, deixou para Luciano no meio da área. O camisa 10 pegou mal na bola e arrematou para fora.

Instantes depois, o Tricolor teve mais uma chance clara. Alisson foi acionado na área e cruzou por baixo. João Paulo rebateu e Rato ficou com a sobra. O atacante levou para a perna esquerda e soltou o pé. Joaquim se atirou e evitou o tento.

No fim, o Santos voltou a levar perigo em duas oportunidades. Soteldo puxou contra-ataque pela direita e cruzou para Silvera, que bateu nas mãos de Rafael. Nos acréscimos, o venezuelano arriscou em cobrança de falta e obrigou o goleiro a se esticar todo para espalmar.

Na volta do intervalo, Marcelo Fernandes tirou um atacante (Maxi Silvera) e colocou mais um volante (Rodrigo Fernández) para tentar ter mais domínio do meio de campo. E a estratégia deu mais ofensividade aos donos da casa. Com dois minutos, Soteldo recebeu de Marcos Leonardo e tirou tinta da trave.

Na sequência, Rincón descolou ótimo cruzamento para Messias, que subiu sozinho e testou para a defesa de Rafael.

Aos sete minutos, o São Paulo até chegou a balançar as redes. Wellington Rato foi lançado por Luciano e cruzou para Juan completar para as redes. O VAR, no entanto, flagrou impedimento na origem da jogada.

A partir de então, o jogo ficou mais truncado. O Tricolor voltou a dominar a posse de bola, porém não conseguiu criar muitos lances de perigo. A equipe de Dorival Jr. só voltou a assustar aos 40 minutos. Erison recebeu cruzamento preciso de Rato e cabeceou pelo lado. Já aos 44, David bateu cruzado e carimbou a trave.

Assim, o clássico terminou empatado sem tentos na Vila Belmiro.

SANTOS 0 X 0 SÃO PAULO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 12 de novembro de 2023, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (Fifa-SP)
Público: 13.442
Renda: R$ 663.562,50
Cartões amarelos: Rato, Rafinha (São Paulo)

SANTOS: João Paulo; Lucas Braga, Messias, Joaquim e Kevyson (Inocêncio); Tomás Rincón, Jean Lucas (Dodi) e Nonato (LUcas Lima); Maxi Silvera (Rodrigo Fernández), Marcos Leonardo (Furch) e Soteldo
Técnico: Marcelo Fernandes

SÃO PAULO: Rafael, Rafinha (Nathan), Beraldo, Arboleda e Caio Paulista (Wellington); Pablo Maia, Alisson (Talles Costa), Michel Araújo (Erison) e Wellington Rato; Luciano e Juan (David).
Técnico: Dorival Júnior

Fonte: CBF –

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Na manhã desta sexta-feira, 14, a Polícia Civil realizou uma operação policial no Condomínio Cachoeirinha 2, em uma ação...

Categorias