23 de julho, 2024

Últimas:

Santos é derrotado pelo América-MG em jogo marcado por polêmica

Anúncios

O Santos conheceu a sua segunda derrota na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira, o Peixe perdeu por 2 a 1 para o América-MG, na Arena Independência, pela sétima rodada do torneio. Renato Marques e Juninho fizeram os gols dos mineiros, enquanto Willian descontou.

O jogo ficou marcado por uma grande confusão. Os mandantes abriram o placar com um gol polêmico, anotado por Renato Marques após uma lesão de João Paulo. O atacante aproveitou a contusão do goleiro para pegar a bola e mandá-la para as redes. O arqueiro deixou o gramado com uma suspeita de lesão tendínea no tornozelo esquerdo.

Anúncios

Com o resultado, o Alvinegro Praiano segue na liderança, com 15 pontos, assim como o Coelho, que está em segundo. Os dois, porém, podem ser ultrapassados pelo Goiás, que tem 14 e visita o Avaí na segunda-feira.

O Santos volta a campo apenas no dia 3 de junho, segunda-feira, quando recebe o Botafogo-SP, pela oitava rodada da Série B. Por decisão da diretoria alvinegra, o jogo será disputado no Estádio do Café, em Londrina (PR), às 20 horas (de Brasília). O América, por sua vez, joga no dia seguinte, contra o Paysandu, fora de casa, às 21h30.

Anúncios

O América-MG começou o jogo dominando a posse de bola e tentando partir para cima. Contudo, quem chegou com perigo pela primeira vez foram os visitantes. Após cobrança de escanteio, Gil pegou a sobra e bateu com categoria. A bola passou raspando a trave e se perdeu pela linha de fundo.

Com o relógio marcando 14 minutos, Pituca recuou para João Paulo, que foi pressionado, mas conseguiu driblar Renato Marques. O goleiro, porém, sentiu fortes dores no tornozelo esquerdo e não conseguiu seguir na jogada. O atacante do Coelho tomou a bola e mandou para o gol. Imediatamente, os santistas partiram para cima do autor do rival, cobrando a falta de fair play.

O tento foi validado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio. João Paulo, por sua vez, precisou deixar o gramado de maca, com muitas dores.

A partir de então, o clima esquentou. No lance seguinte ao gol, Joaquim travou uma disputa com Renato Marques na bandeirinha de escanteio e bateu boca com o adversário.

Os ânimos à flor da pele acabaram servindo de combustível para o Santos, que buscou o empate aos 29. Otero dominou pela esquerda e bateu cruzado. Dalberson espalmou para a entrada da área, nos pés de Escobar, que lançou para Willian. O atacante dominou e bateu cruzado para empatar.

Aos 33 quase saiu a virada. Otero disparou pela esquerda, cortou para o meio e bateu colocado, tirando tinta da trave.

Na volta do intervalo, o América-MG ficou perto de voltar a ficar na frente. Aos cinco minutos, Matheus Henrique finalizou rasteiro, a bola desviou e carimbou as duas traves. Na sequência, Alê chutou à queima roupa e Gabriel Brazão fez ótima defesa.

Já aos 21, saiu o segundo gol do Coelho. Em boa jogada coletiva, Benítez recebeu com liberdade na área e encontrou grande passe para Juninho, que bateu cruzado para estufar as redes.

A partir de então, o Santos tentou partir para cima em busca do empate, porém encontrou dificuldades para levar perigo. O time apostou muito nas bolas pelo alto, todas sem êxito. Assim, o Peixe acabou conhecendo a sua segunda derrota na Série B.

AMÉRICA-MG 2 X 1 SANTOS

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 24 de maio de 2024, sexta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA)
Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA) e Leone Carvalho Rocha
VAR: Wagner Reway (VAR-FIFA)
Cartões amarelos: Adyson, Marlon, Éder, Benítez (América-MG); Carille (Santos)

GOLS: Renato Marques, aos 14 do 1ºT; Juninho, aos 21 do 2ºT (América-MG); Willian, aos 29 do 1ºT (Santos)

AMÉRICA-MG: Dalberson; Mateus Henrique (Daniel Borges), Ricardo Silva, Éder e Marlon; Alê, Juninho e Moisés (Benítez); Adyson (Brenner), Renato Marques (Felipe Azevedo) e Fabinho (Vitor Jacaré)
Técnico: Cauan Almeida

SANTOS: João Paulo (Gabriel Brazão); JP Chermont (Hayner), Gil, Joaquim e Escobar; Tomás Rincón (Nonato), Diego Pituca e Giuliano; Weslley Patati (Patrick), Willian Bigode e Otero (Serginho).
Técnico: Fábio Carille

Fonte: CBF – Foto: Raul Baretta/ Santos FC

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Na manhã desta segunda-feira (22), uma operação policial foi realizada pelos Policiais Civis da Delegacia de Proteção Animal da...

Categorias