Rússia diz que explosão de munição danifica seriamente principal navio da frota do Mar Negro

O navio mais importante da frota russa no Mar Negro, o cruzador de mísseis Moskva, foi seriamente danificado após a explosão de munição a bordo, disse a agência de notícias Interfax citando o Ministério da Defesa russo nesta quinta-feira.

A Interfax disse que toda a tripulação foi retiradas e que a causa da explosão está sendo investigada.

Uma autoridade ucraniana disse antes que o navio foi atingido por dois mísseis, mas não deu nenhuma evidência para a alegação.

O navio de 12.500 toneladas tem uma tripulação de cerca de 500 pessoas. Agências de notícias russas disseram que o Moskva estava armado com 16 mísseis de cruzeiro antinavio “Vulkan”, que têm um alcance de pelo menos 700 km.

“Como resultado de um incêndio no cruzador Moskva, a munição foi detonada. O navio foi seriamente danificado”, disse o Ministério da Defesa russo em comunicado. “A tripulação foi completamente retirada.”

A Interfax não deu mais detalhes.

Maksym Marchenko, governador da região ao redor do porto de Odessa, no Mar Negro, disse mais cedo em um post que dois mísseis antinavio atingiram o cruzador, mas não forneceu evidências.

No mês passado, a Ucrânia disse que destruiu um grande navio russo de apoio ao desembarque, o Orsk, no Mar de Azov, a nordeste do Mar Negro. Moscou não comentou o que aconteceu com o navio.

Fonte: Yahoo!