Robinho aparece no BID e é liberado para jogar pelo Santos

O nome de Robinho, do Santos, apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF na manhã desta segunda-feira. Com isso, o atacante está regularizado e liberado para poder jogar pelo Peixe. Em 2017, o jogador foi condenado a nove anos de prisão por violência sexual na Itália.

O Santos anunciou Robinho no último sábado e correu contra o tempo para registrá-lo no feriado. Isso porque, na terça, passa a valer mais uma punição do clube na Fifa, agora por causa da dívida de US$ 3,4 milhões (R$ 18 milhões, de acordo com a cotação atual) com o Huachipato, do Chile, pela contratação do atacante Soteldo. O Peixe não poderá contratar e inscrever jogadores novamente.

Agora, basta Robinho recuperar a forma física para poder ser opção para o técnico Cuca – ele não disputa um jogo oficial desde julho. Ainda não há previsão de reestreia. A próxima partida do Santos é nesta quarta-feira, contra o Atlético-GO.

Robinho ainda terá de passar por avaliação clínica e fisiológica antes de começar a treinar junto com o restante do elenco no CT Rei Pelé. Cuca diz não ter pressa para colocá-lo em campo e ainda avalia em que posição ele será escalado.

Cria da base, Robinho defenderá o Santos pela quarta vez. O atacante já disputou 246 jogos e marcou 109 gols pelo Peixe. Ele foi uma das estrelas do Alvinegro nas conquistas do Campeonato Brasileiro em 2002 e 2004.

O jogador ainda voltou por mais duas vezes (2010 e 2014), quando conquistou o Paulistão (2010 e 2015) e a Copa do Brasil (2010).

Robinho foi condenado a nove anos de prisão por violência sexual na Itália. De acordo com a sentença o crime ocorreu em 22 de janeiro de 2013, ao lado de outros cinco homens, e a vítima é de origem albanesa. A condenação saiu em 2017, quando o atacante já havia deixado o futebol italiano – ele defendia o Atlético-MG à época.

Ele nega envolvimento no caso e entrou com recurso.

Nome de Robinho, do Santos, é publicado no BID — Foto: Reprodução
Nome de Robinho, do Santos, é publicado no BID (Foto: Reprodução)

Fonte: G1 – Foto: Santos FC/Divulgação