Restos mortais achados em parque nos EUA são de noivo de Gabby Petito, diz polícia

O FBI, equivalente à Polícia Federal dos Estados Unidos, confirmou nesta quinta-feira (21) que o corpo encontrado um dia antes em um parque da Flórida era mesmo de Brian Laundrie, noivo da influencer Gabby Petito, morta semanas atrás.

A informação foi publicada por jornais e emissoras americanas e põe fim a uma série de buscas a Laundrie, que estava desaparecido havia cinco semanas e estava na lista de suspeitos — embora, formalmente, não fosse tratado formalmente como acusado de matar Petito. Porém, ele estava sob investigação por ter usado o cartão de débito da influencer após sua morte, o que é considerado fraude.

De acordo com a jornalista Jossie Carbone, que trabalha em uma afiliada da emissora ABC na Flórida, os policiais foram à casa da família de Laundrie para informar a morte do noivo de Petito. A rede americana CNN diz que o reconhecimento foi feito por arcada dentária.

Na tarde de quarta-feira, a polícia da Flórida afirmou ter encontrado objetos pertencentes ao noivo da influencer. Segundo o FBI, uma mochila e um notebook foram encontrados em uma área que estava alagada.

A influenciadora foi estrangulada de três a quatro semanas antes de seu corpo ser encontrado, segundo o chefe do departamento legista do condado de Teton, Brent Blue.

Petito deixou o emprego em julho para viajar e documentava a viagem principalmente no Instagram. Um vídeo publicado no YouTube, em que ela e Laundrie aparecem sorrindo, se beijando e correndo na praia, já foi visto mais de 2,3 milhões de vezes.

Entenda o caso

Brian Laundrie e Gabby Petito — Foto: Reprodução / Redes Sociais
Brian Laundrie e Gabby Petito (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

A influenciadora digital estava desaparecida desde o dia 11, e seu corpo foi encontrado no dia 19 no Parque Nacional Grand Teton, no estado de Wyoming. Seus pais procuraram a polícia depois que ela não respondeu a ligações nem mensagens de texto por vários dias.

Laundrie, de 23 anos, teria sido visto pela última vez no estado americano da Flórida. Segundo seus pais, ele saiu de casa sem levar sua carteira e seu celular, e eles temiam que ele fizesse algo contra si mesmo.

Com o indiciamento pela fraude no cartão de débito, Laundrie, que não responde pela morte de Petito, poderia ser preso por qualquer agente policial caso fosse encontrado com vida.

Laundrie havia voltado sozinho para casa no dia 1º, sem falar sobre o paradeiro de Petito, e saiu de casa de novo dias depois, dizendo que ia fazer uma trilha na reserva Carlton.

Fonte: G1

Scroll Up