Rapaz que ‘apagou’ com soco na porta de boate em Pirajuí morre após 18 dias internado

O homem de 35 anos que “apagou” após ser agredido com um soco na porta de uma casa noturna de Pirajuí (SP) no último dia 2 de setembro morreu nesta quinta-feira (20) após ficar 18 dias internado no Hospital de Base em Bauru.

Segundo a assessoria do hospital, a morte foi confirmada às 14h45 e a família autorizou a doação das córneas da vítima, que chegou a apresentar uma melhora durante a internação e foi para quarto, mas logo teve que voltar para UTI.

Rafael de Souza Pfeifer (foto) sofreu um traumatismo craniano ao cair na calçada e bater a cabeça após a agressão. Câmeras de segurança registraram o momento em que Rafael é atingido pelo soco e cai na calçada.

Rafael ‘apagou’ após ser agredido por um soco (Foto: Reprodução/Câmera de segurança)

O agressor, Elton Alves dos Santos, se apresentou na delegacia no dia seguinte à agressão e responde ao crime em liberdade.

Em depoimento, ele contou aos policiais que conhecia Rafael há anos e tinha uma dívida de R$ 50 com ele, que teria tentado pagar algumas vezes, mas o rapaz teria se negado a receber.

Segundo ele, os dois não se falavam mais, no entanto, no dia da agressão, Rafael teria começado a ofendê-lo por causa da dívida. O caso segue em investigação na Polícia Civil de Pirajuí.

Fonte: G1

Scroll Up