“Quatro milhões de reais por mês”: diretoria de marketing do Corinthians descarta Gignac

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A passagem do Tigres pelo Mundial de Clubes segue repercutindo no Corinthians. O francês André Gignac foi o assunto do dia nas redes sociais de José Colagrossi, superintendente de marketing do Timão.

Colagrossi respondeu às interações da Fiel torcida com algo semelhante ao que já havia falado o diretor de futebol Roberto de Andrade: o alto valor do salário do jogador de 35 anos e a idade avançada impedem qualquer tipo de investimento.

– Algo em torno de 4 milhões de reais brutos por mês, para um (ótimo) jogador de 35 anos num calendário de dois jogos por semana. Além disso, como se sentiriam os nossos craques no elenco, vendo alguém cair de paraquedas ganhando de cara MUITO mais do que eles? Abraço e bom dia – escreveu Colagrossi em seu Twitter.

Gignac é eleito o segundo melhor jogador do Mundial de 2020 — Foto: Getty Images
Gignac é eleito o segundo melhor jogador do Mundial de 2020 — Foto: Getty Images

Ironizado após a derrota do time mexicano para o Bayern de Munique na decisão do Mundial de Clubes, Gignac voltou a usar suas redes sociais para escrever “Vai, Corinthians!” e responder ao ex-goleiro Marcos sobre o quarto lugar entre seis times do Palmeiras no torneio.

No último domingo, após a vitória sobre o Palmeiras, Gignac já havia mencionado o Corinthians nas redes sociais. O Timão respondeu desejando sorte ao jogador.

O bom futebol e o lado provocador de André-Pierre Gignac empolgaram a Fiel torcida, que passou a pedir a contratação do francês pelo Timão.

O clamor popular foi inflado pela informação de que Gignac está em fim de contrato com o Tigres, do México, e a negociação para a renovação está emperrada. Desde 2015 no clube, ele tem vínculo até o fim de maio e já pode assinar um pré-contrato.

– Fora da realidade. É um jogador de 35 anos. É um bom jogador? Óbvio que é um bom jogador. Mas como é que você pode trazer um jogador com 35 anos de idade num campeonato que a gente joga quarta e domingo, 70 e poucos jogos por ano. Desculpa, ele não vai ser igual está sendo lá. Sem falar nos valores que ele ganha, aí fica mais inviável ainda – falou Roberto de Andrade, em entrevista ao jornalista Alexandre Praetzel, na última terça-feira.

Foi justamente o alto custo que fez o Corinthians rechaçar a contratação de Gignac há cerca de três anos, quando ele foi indicado ao clube por Fabinho, na época auxiliar técnico de Fábio Carille. Ele atuou ao lado do atacante no Toulouse, da França, em 2008.

Procurada pela reportagem do ge, a assessoria de imprensa do Tigres disse que Gignac decidiu mencionar o Corinthians após o gol do último domingo porque sabe da rivalidade com o Palmeiras. Segundo o clube, essa informação foi reforçada ao atacante pelos três brasileiros que trabalham na equipe, entre eles o volante Rafael Carioca e o técnico Ricardo Ferretti.

Antes de chegar ao Tigres, o atacante passou por Lorient, Pau, Toulouse e Olympique de Marseille, todos da França. Ele também defendeu a seleção na Copa do Mundo de 2010 e na Eurocopa de 2016.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes