Prefeitura de Botucatu transfere mais quatro famílias em situação de risco para casas no Jardim Nova Esperança

Mais quatro famílias que há 17 anos viviam em condições bastante precárias ocupando imóveis da antiga Fepasa, às margens da linha férrea, foram transferidas na manhã desta quarta-feira (16) para unidades habitacionais do Jardim Nova Esperança, no distrito de Rubião Júnior. Todas atenderam as condições impostas pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) e foram contempladas com casas na cota destinada à famílias que viviam em áreas públicas invadidas ou em situação de risco.

As transferências foram coordenadas pela equipe da Secretaria Municipal de Habitação, com apoio da Secretaria Municipal de Obras, que cedeu caminhões para realizar as mudanças e máquinas para demolir os imóveis erguidos de maneira irregular. A Defesa Civil do município também acompanhou os trabalhos.
No total, 13 famílias em situação de risco foram contempladas com casas no Jardim Nova Esperança. Cinco delas já haviam sido transferidas do Parque Marajoara na última terça-feira. As últimas remoções estão programadas para esta quinta-feira (17).
É nesse momento que a gente vê que o objetivo final alcançado. Levar essas pessoas para uma casa com todo conforto e infraestrutura demonstra a seriedade do trabalho da prefeitura, proporcionando moradia para quem de fato precisa”. (Secretário municipal de Habitação, José Carlos Broto)
José Carlos dos Santos foi às lágrimas ao relembrar os anos de dificuldade vivendo com sua família sem praticamente nenhum conforto. A realização do sonho da casa própria, segundo ele, é a maior conquista que a pessoa pode ter na vida.
Não tinha condição. O único da gente era esse aqui mesmo. Graças a Deus pegamos essas casinhas e agora é só felicidade. Só alegria e tocar o barco pra frente.
Nossa situação aqui era difícil, com poeira, sem espaço, não podia fazer nada. Viver uma vida dessas para mim já não estava dando mais. Agora não tenho palavras. Graças a Deus deu tudo certo. A vida vai mudar bastante daqui pra frente. Nem todo mundo tem uma sorte dessas. Muita gente precisa, também. Vemos nossa dificuldade e de outras pessoas. Não tenho palavras para agradecer. A partir de agora é vida nova. (José Carlos dos Santos)
Bruna Vanessa da Silva Santos, filha de José Carlos, também formou sua família e enfrentava as mesmas dificuldades, tendo que dividir o espaço pequeno e improvisado com diversas pessoas e correndo o risco de ser despejada a qualquer momento.
A vida aqui era difícil. Não tinha como criar minha filha. Ela não podia brincar, ficava só dentro de casa porque era perigoso para ela aqui. Com a casinha que ganhamos, a partir de agora será vida nova. Minha filha terá um quintal para brincar e muita coisa vai mudar. Só Deus sabe o que passamos aqui. Quero primeiramente agradecer a Deus e depois a CDHU e a Prefeitura pela oportunidade. Esse é um projeto muito bonito. Estou indo para minha casa. Isso não tem preço. (Bruna Vanessa)

Fonte: Prefeitura Municipal de Botucatu

Confira a galeria de fotos: 

Scroll Up