Prefeitura abre sindicância para apurar morte de paciente que caiu de ambulância no interior de SP

A Prefeitura de Tapiraí (SP) abriu uma sindicância para investigar a morte de um paciente que caiu de uma ambulância em movimento na rodovia Padre Guilherme Hovel.

Segundo a Polícia Civil, o acidente aconteceu na noite de domingo (23), depois que Giovane Alves da Silva, de 37 anos, teve uma crise de ansiedade e abriu a porta do veículo.

Ao g1, parentes contaram que Giovane sofria de epilepsia, mas que no dia do acidente, ele foi medicado com calmantes. A família questionou a falta de perícia na ambulância e disse que quer investigação sobre o caso, para saber se houve negligência.

A prefeitura informou que a abertura da sindicância tem como objetivo buscar esclarecimentos sobre o ocorrido e disse que se solidariza com a família da vítima.

Giovane Alves da Silva morreu após cair de uma ambulância em movimento em Tapiraí (Foto: Arquivo Pessoal)

Acidente

De acordo com o boletim de ocorrência, no dia do acidente, uma equipe de saúde foi acionada para atender o rapaz, que apresentava falta de ar, e foi levado ao hospital.

Ao ser liberado após atendimento médico, uma equipe levou o paciente de volta para casa, mas a polícia informou que, durante o percurso, Giovane abriu a porta do veículo e caiu no asfalto.

Outra equipe de emergência prestou os primeiros atendimentos e levou o paciente ao pronto-socorro, ainda com vida. No entanto, ainda conforme o registro policial, ele não resistiu aos ferimentos e morreu minutos depois.

Segundo a Polícia Civil, que investiga o caso, os profissionais de saúde envolvidos na ocorrência foram ouvidos e liberados.

Fonte: G1