Polícia prende homem suspeito de matar mulher de 72 anos com agressões, em Tatuí

A Polícia Civil prendeu um homem de 52 anos suspeito de matar a mulher, de 72 anos, em Tatuí (SP), com diversas agressões. A vítima chegou a ficar internada por cinco dias, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na segunda-feira (29).

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou nesta quarta-feira (1º) que o homem foi preso em flagrante e encaminhado à audiência de custódia. Não há informações sobre o local que ele foi encaminhado após a audiência.

Segundo a polícia, o crime aconteceu na casa deles, no bairro Jardim Santa Cruz, depois que vizinhos ouviram gritos de socorro. A polícia e equipes de resgate foram chamadas e fizeram o atendimento à mulher no dia da agressão, ocorrida na quarta-feira (24).

Um boletim de ocorrência por lesão corporal e violência doméstica foi registrado. Com a morte, a polícia acrescentou à investigação o crime de homicídio.

De acordo com informações do B.O., vizinhos do casal informaram que foram recebidos com agressões e tiveram um carro e uma moto depredados pelo homem.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, o suspeito alegou que a esposa tinha depressão, fazia uso de medicamentos controlados e, após ele dizer que “ficaria na dele”, a mulher teria se atirado pela janela do quarto.

Os vizinhos foram levados ao pronto-socorro da cidade, onde passaram por exames de corpo de delito.

Já a idosa, que sofreu fraturas no braço e um traumatismo craniano, precisou ser internada em estado grave e não resistiu aos ferimentos.

Fonte: G1

Scroll Up