Polícia Civil prende seis suspeitos por tráfico de drogas em Bauru

Uma quadrilha de seis pessoas foi presa pela Polícia Civil de Bauru (SP) na manhã desta quinta-feira (14) após uma operação realizada na zona norte da cidade.

A prisão de quatro homens e duas mulheres, com idades entre 37 e 46 anos, foi feita por agentes da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic – Bauru) durante cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão após investigação de tráfico de drogas.

Segundo as investigações, um homem de 37 anos comandava um esquema de fornecimento de drogas para outros traficantes e mantinha um movimentado ponto de tráfico localizado na Avenida Pinheiro Machado, no bairro Nova Esperança.

Também foi identificada na investigação uma mulher de 43 anos, que seria a “gerente” da quadrilha e responsável por organizar as pessoas que atuavam nas vendas, além de controlar o estoque de drogas e contabilizar os valores recebidos.

Polícia Civil prende seis suspeitos de comandar distribuição de drogas na zona norte de Bauru — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Polícia Civil prende seis suspeitos de comandar distribuição de drogas na zona norte de Bauru (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Na ação realizada por policiais da Delegacia Sobre Investigação de Entorpecentes (Dise), o homem considerado como chefe do grupo foi preso em sua casa, um imóvel que conta com monitoramento por câmeras. No local, foram apreendidos cerca de R$ 1,2 mil em dinheiro e o veículo utilizado por ele para a prática do tráfico.

Em outros dois imóveis utilizados pela quadrilha como pontos de venda, foram encontradas a “gerente” do grupo e mais quatro pessoas apontadas como responsáveis pela comercialização do entorpecente. Segundo a polícia, todos eles já haviam sido vistos nessa função durante a investigação.

Em um matagal existente no local, onde o grupo escondia as drogas a serem vendidas no dia, os policiais encontraram e apreenderam 436 porções de maconha e sete porções brutas de crack.

Os seis suspeitos foram presos em flagrante e indiciados pelos crimes de tráfico de drogas (pena de cinco a 15 anos de reclusão) e associação para o tráfico (pena de três a dez anos de reclusão).

Fonte: G1