PM usa bombas de efeito moral para dispersar ‘pancadão’ com 450 pessoas em Piracicaba

A força-tarefa de fiscalizações em prevenção à pandemia de Covid-19 em Piracicaba (SP) dispersou uma festa com cerca de 450 pessoas na madrugada da última sexta-feira (25). Segundo a prefeitura, equipes da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal utilizaram bombas de efeito moral para dispersar o “pancadão”.

O caso aconteceu no bairro Tatuapé e houve confronto com os frequentadores. A situação foi controlada por volta das 2h30 da manhã.

Durante as fiscalizações no fim de semana, a força-tarefa também flagrou outra festa clandestina. No sábado (26), cerca de 400 pessoas se reuniram em uma chácara. A festa foi interditada por volta de 1h30, dessa vez sem confronto.

Três pessoas envolvidas e identificadas na organização e locação da chácara serão multadas com valores que variam de R$ 10 mil a R$ 30 mil, conforme previsto pelo decreto vigente. Os DJs da festa fugiram antes que pudessem ser identificados e multados.

Fim de semana

Durante os dias 24 e 27, a força-tarefa fez 93 inspeções, 10 notificações e cinco interdições por descumprimento das medidas de prevenção à pandemia de Covid-19.

Além das festas citadas, foram realizadas ações preventivas em bares localizados na Avenida Pau Brasil, Rua dos Seringueiros e Comunidade Frederico, no bairro Bosques do Lenheiro. Nestes casos, os estabelecimentos que funcionavam em desacordo com o decreto vigente foram notificados.

No período entre os dias 24 e 27, a força-tarefa ainda interditou uma festa de aniversário particular que acontecia em chácara no bairro Vivendas e reunia 60 pessoas, assim como uma festa realizada em um buffet infantil. Esse tipo de local só pode voltar a funcionar na fase Verde do Plano São Paulo.

As denúncias sobre festas clandestinas e aglomerações podem ser feitas pelos telefones 199 (Defesa Civil), 153 (Guarda Civil) e 3426-1996 (Pelotão Ambiental).

Fonte: G1 – Foto: Divulgação/Prefeitura de Piracicaba

Scroll Up