Philips anuncia recall de aparelhos de sono e respiração

A Philips vai recolher os aparelhos de sono e respiração comercializados no mundo inteiro, inclusive no Brasil, e fabricados até o dia 26 de abril deste ano.

A empresa identificou que a espuma de redução de som utilizada nas máquinas de pressão positiva contínua nas vias aéreas e de pressão positiva de duplo nível nas vias aéreas (respectivamente CPAP e BiPAP, nas siglas em inglês) e em ventiladores mecânicos pode sofrer degradação em partículas ou liberar certos produtos químicos.

Se aspirados ou inalados pelo usuário quando da utilização dos aparelhos, os produtos químicos causam irritações (pele, olhos, nariz, trato respiratório), inflamações, dor de cabeça, tontura, asma, efeitos adversos a outros órgãos (como rins e fígado), hipersensibilidade, náusea, vômito e efeitos tóxicos e carcinogênicos.

Aos pacientes que usam dispositivos de ventilação mecânica para suporte à vida, a Philips recomenda que não interrompam e nem alterem a terapia prescrita antes de falar com seu médico. As opções alternativas de ventiladores podem não existir ou serem limitadas, havendo casos ainda em que a interrupção da terapia seja inaceitável.

“Nessas situações e a critério da equipe clínica de tratamento, o benefício do uso contínuo desses dispositivos de ventilação poderá superar os riscos”, diz a empresa em seu site.

Caso o médico determinar a continuidade do uso do dispositivo, é recomendável a utilização de um filtro de barreira bacteriológico no circuito.

Já os pacientes que utilizam dispositivos BiPAP e CPAP devem interromper o uso e consultar o médico para verificar as opções mais adequadas para a continuidade do tratamento.

A relação de aparelhos afetados pelo recall está no site da Philips.

Quem fizer uso de algum produto citado no recall deve ligar para o SAC 0800 707 6767, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 13h. A ligação é gratuita.

Outra opção é clicar no link “o que você precisa fazer” no site da empresa para iniciar o cadastramento para o reembolso ou reparo no produto mediante a inclusão de filtro de barreira até que a troca da espuma esteja disponível no Brasil.

Distribuidores Philips, instituições médicas, médicos e outros profissionais de saúde devem utilizar os mesmos canais.

Fonte: Notícias ao Minuto

Scroll Up