Pesquisa aponta os principais destinos turísticos mais visitados de Botucatu

A região de Botucatu é conhecida por sua exu­berante natureza e pai­sagens.

Portanto, é um dos principais destinos turís­ticos do interior paulis­ta, recebendo milhares de pessoas ao longo do ano, seja para visitas a cachoeiras, trilhas, gas­tronomia ou mesmo um roteiro cultural.

Com o objetivo de identificar as preferên­cias dos turistas ao visi­tar a região do chamado Pólo Cuesta, o site Des­cubra Botucatu promo­veu pesquisa de opinião junto a 893 pessoas. O levantamento ocorreu no segundo semestre de 2019 e ocorreu em um raio geográfico que abrange Botucatu, Par­dinho e Bofete.

Pelo resultado, Botuca­tu foi a cidade que mais recebeu turistas, com 64,5% da preferência. Já Pardinho obteve 24,7% da preferência e Bofete, 10,8%.

A pesquisa constatou, ainda, que a totalidade dos visitantes recomen­dariam os roteiros exis­tentes na região para ou­tras pessoas.

Quanto ao roteiro, a Pedra do Índio (40%) foi apontado pelos visitantes como o mais procurado, seguido pela Base da Nu­vem (18,3%) e as cachoei­ras que integram o Com­plexo da Pavuna (8,3%).

Os três destinos loca­lizam-se em áreas parti­culares, sendo cobrada entrada em dois deles (Pedra do Índio e Pavu­na).

O Véu da Noiva (que in­tegrará a futura represa do Rio Pardo), Catedral de Santana, Cachoeira da Indiana, Capela de São Cristóvão e serpentário do Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos da Unesp (CEVAP), vinculado à Unesp, foram citados. O levantamento também considerou a origem dos visitantes: 57% são de outras localidades e 43% são moradores da própria região.

Outro ponto analisado foi quanto a faixa etária dos visitantes aos pon­tos turísticos. A maior parcela (37,6%) centra­-se em visitantes de 25 a 34 anos, seguido por pessoas de 45 a 54 anos (26,9%) e, por fim, de 18 a 24 anos (18,3%).

Quanto à qualidade da experiência (serviços, acessibilidade e estru­tura), 60,2% consideram como excelente e 39,8% a qualificaram como boa. Isso faz com que 73,1% dos turistas tenham a pre­tensão de voltar a algum roteiro nestes três muni­cípios dentro de um mês, 16,1% no próximo semes­tre e 10,8% no próximo ano. “A intenção da pes­quisa foi de criar um perfil turístico do visitante da nossa região, ter um pano­rama do turismo em nossa cidade e ter informações para traçar estratégias futuras relacionadas ao turismo”, frisa Sérgio Gar­cia, administrador do Des­cubra Botucatu.

As análises iniciais, segundo ele, chamam a atenção pela quase tota­lidade de recomendação que os turistas têm quan­to aos destinos visitados.

“Outro resultado obti­do que achei interessante é que mais de 70% tem a intenção de voltar no mês seguinte que reali­zou o passeio. Com isso podemos concluir que o turista tem gostado dos locais visitados e que fi­cou sabendo que a nossa região tem mais atrativos para oferecer. O fato de ter turistas recorrentes em nossa cidade favorece em muito este segmento”, salientou Garcia.

Em 2019, tanto Botu­catu, quanto Pardinho, receberam a certificação de Município de Interes­se Turístico (MIT), o que garante repasse, por par­te do governo do Estado, de R$ 630 mil por ano a ambos, que deve ser des­tinado para melhorar a infraestrutura e oferecer condições ideais aos visi­tantes dos pontos turísti­cos naturais. Já Bofete é MIT desde 2018.

Por Flávio Fogueral Jornal Leia Notícias