Pentágono apoia esforços de veteranos dos EUA para evacuar afegãos

O Departamento de Defesa apoia os esforços contínuos dos veteranos de guerra dos Estados Unidos para ajudar a evacuar os afegãos em risco, declarou o porta-voz do Pentágono, John Kirby, nesta segunda-feira (13).

O secretário de Defesa Lloyd Austin “compartilha as mesmas preocupações que muitos desses grupos de veteranos têm” pelos aliados afegãos que “ainda estão lá e querem sair do país”, disse Kirby a repórteres.

“Lloyd já foi ouvido muitas vezes dizendo que acreditamos que temos uma obrigação sagrada para com aqueles que nos ajudaram nos últimos 20 anos (…) Nada disso mudou, então ele compartilha suas preocupações e agradece seus comentários”, insistiu o porta-voz.

Vários ex-militares americanos que serviram no Afeganistão mantiveram contato com as tropas afegãs e com seus intérpretes afegãos, e expressaram preocupação com o destino que os aliados enfrentam agora que o Talibã reconquistou o poder.

Alguns veteranos lançaram iniciativas privadas para ajudar ex-colegas afegãos a fugir do país, transferindo-os secretamente para o aeroporto de Cabul, onde voos de evacuação são aguardados.

Um grupo chamado “Pineapple Express” afirma ter ajudado na evacuação de 630 afegãos e supostamente continua seus esforços para tirar as pessoas do país.

Kirby disse que não há um papel militar ativo dos Estados Unidos nesses esforços.

“Não envolve um componente militar ativo”, alertou, “é apenas o Departamento de Defesa ajudando facilitadores e organizadores a se conectar”.

O porta-voz do Pentágono também disse que os voos de afegãos de outros países para os Estados Unidos foram suspensos por pelo menos uma semana depois que “cinco casos de sarampo foram diagnosticados entre os evacuados”.

Os Estados Unidos e seus aliados removeram mais de 120.000 pessoas do Afeganistão, em um dos maiores transportes aéreos da história.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up