Partido Cidadania afasta deputado Fernando Cury, após vídeo que mostra assédio na Alesp

O Cidadania afastou o deputado estadual Fernando Cury de todas as funções do partido após ele ser flagrado apalpando a deputada estadual Isa Penna (PSOL) durante sessão na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo).

“Ao decidir pelo afastamento, que vai durar até a conclusão do processo no Conselho de Ética do Cidadania, o presidente do partido, Roberto Freire, levou em consideração a gravidade do caso e a celeridade do colegiado. A primeira reunião deve ocorrer já na noite de hoje”, informa o partido em nota.

Um vídeo público da sessão mostra o momento do assédio. As imagens mostram que a deputada conversava com o presidente Cauê Macris (PSDB), apoiada no balcão do plenário, quando Cury se aproximou por trás dela. Em seguida, ele colocou e manteve as mãos na lateral da deputada, na altura dos seios.

“Eu estava de costas, só senti a mão dele escorregar na minha lateral. No momento em que eu senti, virei e falei para ele: ‘Quem você acha que você é? Você está louco? Passar a mão em mim assim?’ E empurrei, tirei a mão dele”, relatou Penna.

A deputada disse ainda que um grupo de deputados estava bebendo antes do início da sessão e que Cury “estava com muito bafo de uísque”.

Comissão com apenas uma mulher avaliará caso na Alesp

Na Alesp, Isa Penna apresentou uma denúncia formal por quebra de decoro contra Cury. Em sua composição, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da casa, que irá analisar o caso, tem apenas uma mulher. A deputada também lançou um manifesto para pedir a cassação do mandato de Cury.

À Folha, a deputada Maria Lúcia Amary (PSDB), presidente do conselho, estimou para até março uma decisão sobre as medidas que podem ser tomadas contra o deputado.

Amary disse ainda que trabalhará para que haja isenção no processo e para que a discussão não seja polarizada para “o lado ideológico e sim pela situação em si, pelo caso em si”.

“Causou bastante constrangimento, imagens foram muito fortes, não só para nós políticos, mas para nós, mulheres”, disse Maria Lúcia em entrevista hoje à CNN Brasil. A deputada tucana reforçou que “a situação foi grave”. “Uma atitude absolutamente inadequada, inoportuna”.

Após a divulgação das imagens, o deputado estadual Fernando Cury subiu à tribuna da Alesp e se disse “triste e constrangido” com a repercussão do episódio, apesar de negar que tenha cometido qualquer tentativa de assédio.

“Quero dizer, de forma veemente, inclusive para todas as mulheres que estão aqui, eu nunca fiz isso. Mas se a deputada Isa Penna se sentiu ofendida com o abraço que eu lhe dei, eu peço, de início, desculpa por isso. Desculpa se eu a constrangi. Desculpa se eu tentei, como faço com diversas colegas aqui, de abraçar e estar próximo. Se com esse gesto eu a constrangi e ela se sentiu ofendida, peço desculpas”, afirmou.

Fonte: UOL

Scroll Up