Para Dorival, clássico deste domingo entre Santos e Palmeiras não tem relação com finais

Inevitavelmente, o clássico entre Santos e Palmeiras neste domingo, válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, será relacionado aos dois duelos entre os rivais que vão decidir o título da Copa do Brasil nos próximos dias 25 de novembro e 2 de dezembro. No time da Vila Belmiro, porém, as coisas estão sendo tratadas de forma bastante distinta e Dorival Júnior não acredita que o resultado deste domingo influenciará no torneio disputado em formato de mata-mata.

“O equilíbrio é grande e o Palmeiras é a equipe que, pela classificação, mostra a igualdade com o Santos. Palmeiras oscilou na competição, e o Santos também. Perdemos pontos. Não vejo ligação de um resultado (neste domingo) com os dois jogos de decisão. Pelo contrário. Serão vinte e poucos dias, muitas coisas podem acontecer no intervalo. O Brasileiro é pesado, lesões podem acontecer. Não podemos perder o foco no Brasileiro, e pensar na Copa do Brasil quando estiver mais próximo”, comentou o treinador.

Dorival admite que o clássico deste domingo servirá de parâmetro para analisar seu adversário, que também é um concorrente direto na briga pelo G4. “Vamos estudar as opções para, pelo menos, não sermos surpreendidos”, confessou, antes de mais uma vez ressaltar que as finais serão partidas atípicas. “Os dois jogos decisivos têm conotação diferente e serão definidos e decididos naqueles dias próximos. Podemos ter três resultados favoráveis a uma equipe, mas o resultado de domingo não antecipa o das finais”.

Nesta temporada, Santos e Palmeiras já se enfrentaram quatro vezes. O Peixe superou o rival por duas vezes na Vila Belmiro, ambas por 2 a 1, e o Verdão também fez prevalecer o fator casa e bateu o time da Baixada Santista no Allianz Parque em duas oportunidades por 1 a 0. Pesa o fato do alvinegro praiano ter conquistado o título do Campeonato Paulista em cima do Palmeiras, mas Dorival Júnior entende que sua equipe já sofreu muitas mudanças neste meio tempo.

“Natural que coisas tenham mudado. Equipe mais confiante, equilibrada, joga mais próxima. Mas não sei quanto isso será útil para a partida de domingo, que será fundamental para a sequência no Brasileiro”, concluiu.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up