Para criticar censura das redes, fotógrafa cobre partes ‘proibidas’ do corpo com emojis da vida real

Ainda que, por debaixo de qualquer roupa estejamos todos nus, o corpo humano exposto permanece um tabu. A nudez escandaliza, e o moralismo e a manutenção de padrões tão velhos quanto agressivos faz com que, por exemplo, nas redes sociais qualquer imagem de um corpo nu esteja sujeita à censura – essa sim, escandalosa. Foi para criticar justamente tal política das mídias sociais e iluminar a estranha maneira com que nos relacionamos com a imagem de nossos corpos sem roupa que a artista inglesa Steph Wilson criou a série fotográfica Emoji.

Parodiando os ícones virtuais utilizados muitas vezes nos aplicativos e nas redes sociais para justamente “cobrir” as partes consideradas proibidas dos corpos retratados, Steph utiliza alimentos e objetos reais para “censurar” os corpos que registrou no ensaio. Homens e mulheres, em fotos ao mesmo tempo sensuais, estonteantes e cômicas, cobrindo com ovos, berinjelas, gatos, corações e flores aquelas partes do corpo consideradas proibidas, mas que todo mundo possui e conhece bem.

© fotos: Steph Wilson

Scroll Up