15 de junho, 2024

Últimas:

Palmeirense ferida em confusão de torcedores morre em SP; agressor foi preso

Anúncios

O delegado do DOPE (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), César Saad, disse nesta segunda-feira (10) que a Justiça decretou a prisão preventiva de Leonardo Felipe Xavier Santiago, de 26 anos, torcedor do Flamengo preso em flagrante por arremessar a garrafa que atingiu a palmeirense Gabriela Anelli e uma outra vítima. Ele também afirmou que o rapaz foi indiciado por homicídio doloso consumado.

Gabriela Anelli tinha sido internada na Santa Casa e morreu na manhã desta segunda. Ela sofreu duas paradas cardíacas depois de ser atingida pela garrafa de vidro no pescoço.

Anúncios

Segundo Saad, o agressor assumiu o risco de matar e, por isso, responderá por homicídio doloso. Ele é do Rio de Janeiro, estava em São Paulo para acompanhar a partida e não tinha passagem pela polícia.

“Ele arremessou uma garrafa, ele sabia que podia atingir o resultado morte e foi o que aconteceu”.

Anúncios

Gabriela Anelli, 23 anos, torcedora que morreu após ser ferida em confusão no jogo Palmeiras x Flamengo (Foto: Arquivo pessoal)

O delegado também afirmou que a polícia tenta localizar outros envolvidos na confusão e busca por imagens que tenham registrado o exato momento em que a garrafa é atirada.

“Temos diversas imagens de celular, estamos utilizando sistema de reconhecimento facial para que outros integrantes de torcidas e de outras pessoas que estavam na briga sejam identificadas.”

Familiares de Gabriela postaram homenagens

O irmão e a prima de Gabriela postaram homenagens em textos publicados nas redes sociais.

“A dor da família é imensurável. Não dá para acreditar em tanta maldade nesse mundo e a Justiça tão falha nesse Brasil. Nossa família não merece passar por esse luto”, escreveu nas redes sociais Mariana Anelli, prima de Gabriela.

Também pelas redes sociais, o Palmeiras postou lamentando o falecimento da torcedora.

“Lamentamos profundamente a morte da torcedora Gabriela Anelli, atingida por uma garrafa nas imediações do Allianz Parque, antes do jogo contra o Flamengo, no sábado. Não podemos aceitar que uma jovem de 23 anos seja vítima da barbárie em um ambiente que deveria ser de entretenimento. Manifestamos solidariedade à família da palmeirense e cobramos celeridade na apuração deste crime, que fere a nossa razão de existir e compromete a imagem do futebol brasileiro.”

Palmeiras lamentou a morte de torcedora (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Agredida na fila do estádio

Gabriela Anelli tinha 23 anos e estava na fila para entrar no Allianz Parque, estádio do Palmeiras, quando começou uma confusão entre torcedores organizados do clube e do Flamengo. PMs agiram e usaram gás de pimenta para dispersar os dois grupos.

Felipe Marchiano, irmão de Gabriela, contou que ela foi socorrida por uma ambulância que fica dentro do próprio estádio. A jovem foi operada na noite do próprio sábado.

Ele também relatou que a jovem costumava frequentar as partidas disputadas pelo Palmeiras na capital paulista com o pai e a mãe. Ele viajou do Paraná para São Paulo, no domingo, para acompanhar Gabriela no hospital.

“Só desejo que justiça seja feita. Um ser humano com pouco de miolo na cabeça não faria uma coisa dessa. Não só minha irmã, poderia acertar criança, uma mulher grávida, etc”, lamenta.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Ester Carolino Reis Caramelo – 74 anos Sepultamento Cemitério Jardim 16/06/24 às 17h Complexo Funerário Anúncios Esposa de Luiz....

Categorias