16 de junho, 2024

Últimas:

Cartão de crédito pode ser aliado nas férias se usado com prudência

Cartão de crédito pode ser aliado nas férias se usado com prudência

Anúncios

O mês de julho chegou e, com ele, as férias de muitas pessoas. Para desfrutar desses momentos de lazer sem preocupações futuras, é preciso discernimento com os gastos em relação ao cartão de crédito. Se usado de forma planejada e controlada, o meio de pagamento pode ser um aliado na hora da compra. Caso contrário, a tendência é de se tornar um vilão em termos de endividamento. Portanto, saber usá-lo de forma adequada é fundamental.

O cartão de crédito é uma modalidade de pagamento que caiu no gosto do brasileiro. Levantamento recente do Banco Central (BC) mostra que o uso do cartão, no país, teve alta significativa. Em junho de 2022, a quantidade de cartões de crédito no Brasil chegou a 190,8 milhões, ou seja, um incremento de 77,7% em relação ao mesmo período de 2021, quando o número  era de 107,4 milhões.

Anúncios

Já um levantamento da Serasa, realizado entre os dias 2 de abril e 2 de maio deste ano, revelou que mais da metade dos brasileiros (52%) possui três ou mais cartões. A maioria dos 3.907 entrevistados (36%) se descreve como consumidor consciente e utiliza o crédito como ferramenta de organização financeira com as contas diárias.

O cenário é atribuído, principalmente, às facilidades que essa modalidade de pagamento proporciona, de acordo com a diretora-superintendente da Unicred Central Multirregional, Carolina Ramos. “Aceito tanto em estabelecimentos comerciais físicos quanto virtuais, o cartão de crédito tem vários benefícios. As compras feitas por meio dele são aprovadas rapidamente, diferente do que acontece com o boleto bancário, que leva cerca de dois a três dias úteis. Outro fator é a segurança. Em caso de perda ou furto, basta ligar para a empresa e solicitar o bloqueio ou cancelamento imediato”, explica.

Anúncios

Outra vantagem do cartão de crédito é que permite fazer compras parceladas, com ou sem juros, e também à vista, cujo valor integral é lançado na próxima fatura. “O ideal é que a pessoa consiga pagar o valor total da fatura na data do vencimento para evitar problemas, descontrole financeiro e a cobrança de multa e juros”, alerta Carolina Ramos. De acordo com ela, o cartão também é uma ferramenta que auxilia a organizar o orçamento, pois especifica no extrato mensal todas as despesas que foram feitas em ordem cronológica, com detalhamento do local do gasto, data e valor da compra.

Em tempos de férias, o gerente administrativo Davdison Leite utiliza o cartão de crédito com prudência. “Como forma de viajar com tranquilidade e sem comprometer o orçamento familiar, utilizo comprar as passagens aéreas e diárias de hospedagem com antecedência; assim, quito tudo antes e fico com o limite total para ser usado no caso de uma emergência ou mesmo para compras.”

Viagem internacional – Para quem vai embarcar nas férias rumo ao exterior, além da possibilidade de levar cartões pré-pagos, também pode contar com os cartões de crédito internacionais. “São modalidades de pagamento vantajosas porque oferecem a opção de saque em caixas eletrônicos de outros países. Ou seja, evita que o consumidor transite com grandes quantias de dinheiro e tenha mais tranquilidade para aproveitar as férias”, explica a diretora-superintendente da Unicred Central Multirregional. Ela acrescenta que, ao usar cartão de crédito fora do Brasil, o turista conta com incentivos. É o caso do programa de milhas, descontos em hospedagens, lojas e restaurantes.

Carolina Ramos lembra que o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre compras internacionais feitas com cartões de crédito e saques no exterior reduziu de 6,38% para 5,38%. Além desse recuo, os cartões de crédito internacionais são atraentes pelos programas de fidelidade que permitem acúmulo de pontos a cada dólar gasto e oferecem também acesso às salas VIP nos aeroportos. “Alguns também dão direito à assistência de saúde gratuita no exterior”, afirma.

Dicas – Como forma de aproveitar ao máximo o período de lazer e descanso, conhecer lugares incríveis, desfrutar da gastronomia e cultura locais e sem ficar atolado em dívidas, o planejamento orçamentário, antes de fazer as malas, é o primeiro passo. “Planejar os gastos antes de sair em viagem é essencial, pois evita compras desnecessárias e por impulso. Um limite razoável para o uso de cartão de crédito é de 30% dos ganhos líquidos mensais”, diz Carolina.

Ela alerta os consumidores sobre a falta de pagamento do cartão de crédito. “Atenção à data de vencimento da fatura é importante. Imprevistos sempre podem acontecer, mas é preciso controle para que a fatura do cartão esteja em dia, pagando o valor total e não o mínimo. Pois os juros são altíssimos e o não pagamento vai criando uma bola de neve de prejuízos financeiros”, afirma. Ela lembra que os juros do cartão de crédito atingiram 430,5% ao ano em março deste ano, maior taxa em seis anos, conforme o BC.

No caso do não pagamento da fatura do cartão de crédito e sem condições para arcar com essas despesas, a recomendação é entrar em contato com a instituição financeira para saber as alternativas de negociação da dívida. “O recomendável é quitar a dívida o mais breve possível. Nesse período, é importante evitar novas compras parceladas”, orienta.

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.737 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (15) no Espaço da Sorte, na...

Categorias