Onda de calor impulsiona incêndios e temperaturas batem recordes na Espanha

Um incêndio ativo em Ávila, no centro-oeste da Espanha, devastou pelo menos 5.000 hectares de floresta, obrigando cerca de 600 moradores a se deslocarem neste domingo(15). A onda de calor no país já bateu o recorde de temperatura máxima absoluta com 47,4 graus, segundo dados provisórios.

As chamas, que começaram na manhã de sábado perto do município de Navalacruz, se beneficiaram das elevadas temperaturas na Península Ibérica e de fortes rajadas de vento de mais de 70 km/hora, segundo o governo regional.

O incêndio “agora certamente ultrapassa os 40 quilômetros de perímetro e possivelmente já ultrapassa os 5.000 hectares” queimados, disse José Ángel Arranz, diretor-geral de Patrimônio Natural e Política Florestal da Junta de Castela e Leão.

Pelo menos 600 pessoas de cinco municípios da região de Ávila, perto da serra de Gredos, foram evacuadas por precaução e mais de 500 funcionários de várias corporações lutavam para conter o avanço do fogo com várias aeronaves.

Cerca de 80 quilômetros ao sul, o incêndio declarado um dia antes perto de El Raso seguia ativo. Assim como o de Navalacruz o fenômeno foi classificado como Nível 2 (em uma escala de 3) de periculosidade.

Um incêndio em Azuébar, no interior da Comunidade Valenciana (leste), também despertou preocupação. Os habitantes tiveram de ser evacuados preventivamente na noite de sábado. Cerca de 500 hectares já haviam sido queimados.

“Minha solidariedade aos habitantes evacuados. Imagino sua dor e preocupação”, escreveu o presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez, em sua conta no Twitter, agradecendo às equipes de emergência por seu trabalho.

Recorde de calor

A intensa onda de calor que atinge a Península Ibérica desde quarta-feira também bateu o recorde de maior temperatura absoluta registrada na Espanha, com 47,4 graus atingidos no sábado em Montoro(Andaluzia), segundo medições provisórias da Agência Meteorológica do Estado (AEMET).

O auge na região foi atingido a partir das 17h locais (12h em Brasília), quando os termômetros de uma estação da AEMET registaram 47,4ºC, um décimo acima do recorde no mesmo local em 13 de julho de 2017.

“Se confirmado, seria o maior recorde medido de maneira confiável na Espanha”, disse o porta-voz da AEMET, Rubén del Campo.

Pouco depois, às 17h50, o ponto de medição localizado no Aeroporto de Córdoba atingiu 46,9 graus, igualando o recorde máximo para as principais estações da rede em toda a Espanha, também registrado em 13 de julho de 2017.

Enquanto se aguarda a validação dos dados – que devem ser revistos nos próximos dias – a onda de calor intenso que atinge a Espanha continua forte neste domingo, com cinco regiões em alerta máximo e outras seis em laranja.

Fonte: Yahoo!

Últimas

Migrantes haitianos recuperam a esperança no México

25 set 2021

O México é uma luz no fim do túnel para os cerca de 300 migrantes haitianos...

Categorias

Scroll Up