Nove mulheres denunciam pastor por abuso sexual em Belo Horizonte

Mais cinco mulheres denunciaram o pastor Alexander Ribeiro, preso por abuso sexual em Belo Horizonte. Ele atua na Igreja Portas Abertas, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ele usava a fé das vítimas para praticar os crimes. A afirmação é da Polícia Civil.

O líder religioso, que tem quase 500 mil seguidores nas redes sociais, foi preso nesta terça-feira (8).

Quatro mulheres já tinham registrado boletim de ocorrência contra ele na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher. Outras seis vítimas entraram em contato com a polícia e devem fazer o registro nos próximos dias.

As ações aconteceram em momentos de fragilidade das vítimas, que enfrentavam problemas familiares e de saúde.

“Ele levava as mulheres para uma sala reservada e, lá, fazia orações tocando o corpo delas e praticando atos libidinosos. Encostava suas partes íntimas nas das mulheres. Em um dos casos, ele foi chamado para rezar para a familiar de uma das vítimas e disse que daria o ‘sopro da vida’. Em seguida, ele tocava os lábios nos lábios da vítima”, disse a delegada Cristiana Angelini.

Pastor é presos suspeito de abusar de mulheres que frequentavam sua igreja — Foto: Redes sociais/Reprodução
Pastor é presos suspeito de abusar de mulheres que frequentavam sua igreja (Foto: Redes sociais/Reprodução)

A primeira denúncia aconteceu em 2018. A vítima, ao sair do culto, foi levada à sala reservada. Em seguida, ela contou para uma amiga sobre o que tinha acontecido e foi alertada que outras tinham passado por isso. Mais tarde, ela resolveu denunciar.

O pastor Alexander Ribeiro é casado e tem filhos.

A Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher funciona 24 horas por dia, na Avenida Barbacena nº288, Barro Preto.

O G1 tentou contato com a igreja, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto.

Fonte: G1 – Foto: TV Globo

Scroll Up