“No HC de Botucatu encontrei uma grande família que se uniu para salvar minha vida”

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

265609_545695_foto_3_web_
Em repouso pernambucana se recupera bem da cirurgia nas pernas (4 toques)

Com vários filhos para criar, um grave problema nos rins e uma mala repleta de esperança. Foi assim que a pernambucana Creuza Maria Barbosa (56), desembarcou, há seis anos, no Distrito de Rubião Júnior para buscar tratamento no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB).

Após um acompanhamento médico eficaz, foi encaminhada para cirurgia de Transplante Renal no Hospital, que foi considerada um sucesso. Nessa época, passou a ter residência fixa no Distrito de Rubião Júnior, onde mora até hoje. “Minha casa fica ao lado do muro do HC. O lugar mais seguro para se viver”, enfatiza.

Uma trajetória de superação – Natural de Recife/ PE, a ex – vendedora que hoje carrega uma saga de vencedora, saiu de sua cidade natal aos 20 anos, para ganhar a vida em São Paulo. “Sofri muito quando cheguei na grande metrópole. Se não bastasse os problemas financeiros, descobri que era portadora da diabetes mellitus, que me deixou dependente de insulina para o resto da vida”, recorda-se. A doença acabou afetando os rins de Creuza, que para salvar a vida buscou tratamento no HCFMB e passou por várias sessões de hemodiálise.

Além disso, a saúde sensível da pernambucana acarretou outras complicações, como um quadro de isquemia crítica, situação onde é obrigatória a realização de procedimento para melhora da perfusão (irrigação sanguínea). Por meio de indicação médica do Laboratório de Cirurgia Vascular do HCFMB, passou recentemente por uma angioplastia, um tratamento cirúrgico minimamente invasivo, onde se dilata as artérias das pernas para melhora da circulação, procedimento que proporcionou a ela uma recuperação em tempo recorde.

Hoje uma das pacientes mais assíduas do hospital, Creuza reconhece o local como a sua segunda casa. Como fruto de sua satisfação, escreveu uma carta de agradecimentos e se emociona ao ler um trecho. “Amo a todos e faço questão de lembrar de todos, desde os médicos até os enfermeiros. Uma grande família que se reuniu para salvar a minha vida”, finaliza.

Serviço de Cirurgia Vascular

Coordenado pelo cirurgião vascular Dr. Marcone Lima Sobreira juntamente com o Prof. Dr. Hamilton Almeida Rollo, o Serviço de Cirurgia Vascular do HCFMB, cadastrado como alta complexidade, atende uma área de cobertura que vai de Sorocaba a Marília que corresponde a cerca de 2 a 4 milhões de pessoas.

A demanda gera cerca de 100 atendimentos por semana, incluindo consultas, diagnósticos de especialidades, ultrassonografias e cirurgias. “Umas das principais patologias tratadas pelo Serviço de Cirurgia Vascular do HCFMB é a Trombose Arterial, condição conhecida popularmente apenas por trombose, como o caso de Creuza”, relata Dr. Marcone Lima Sobreira.

Equipe Médica

Atualmente, a Equipe de Cirurgia Vascular é composta pelos médicos Dr. Marcone Lima Sobreira e Dr. Matheus Bertanha; o chefe de serviço Winston Bonetti Yoshida, o chefe de disciplina Hamilton Almeida Rollo; a responsável pelo hemodianica Regina Moura; os médicos Rodrigo Gibin Jaldin, Rafael Elias Farres Pimenta, Jamil Victor Oliveira Mariúba, Paula Angeleli Bueno de Camargo e os residentes Túlio Fabiano Oliveira Leite, Karina Marcelino Baldon, Vanessa Assis dos Santos, Marília Leite Araújo, Carolina Gonçalves Freitas, Renan Rassoni e Luiz Eduardo Almeida Silva.

Fonte: 4 toques

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes