Nível do Batalha fica abaixo dos 2 metros e racionamento de água mais rígido é mantido em Bauru

O nível da lagoa de captação do Rio Batalha chegou a 1,71 metro na tarde desta segunda-feira (15), o mais baixo registrado esse ano em Bauru (SP).

O sistema que abastece cerca de 40% da população, ou seja, quase 90 mil moradores funciona em rodízio desde abril deste ano, quando o nível estava em 2,08 metros. O ideal são 3,20 metros de profundidade.

Desde o dia 11 de novembro, o racionamento foi endurecido e os bairros recebem água por 24 horas e depois ficam 72 horas (3 dias) sem o abastecimento.

Além dessa medida, a prefeitura também decretou situação de emergência devido a uma das maiores crises hídricas que a cidade já passou. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Município na última sexta-feira (12). (Veja aqui a íntegra do decreto).

Medidas previstas no decreto

Entre as medidas emergenciais anunciadas pelo presidente do DAE está o aumento da frota de caminhões-pipa para acelerar o atendimento aos moradores dos bairros que são afetados pelo sistema de rodízio no abastecimento.

Além do aumento na frota de caminhões-pipa para atender os consumidores, a autarquia vai contratar mais caminhões para pegar água em lagos da região para ser colocada na lagoa de captação do Rio Batalha.

Outra iniciativa de “transposição” de água é a contratação de caminhões-pipas de grande porte para levar água excedente de poços da cidade, como Alphaville, Rasi e Estoril, para ser colocada diretamente nos reservatórios de área afetadas.

O DAE também pretende pegar água de poços particulares para reforço do abastecimento. Como exemplo de negociações avançadas, ele citou os poços da USP e da Associação Bauruense de Desportos Aquáticos (ABDA).

Rodízio 24h/72h

Os bairros atendidos foram agora divididos em quatro grupos, que terão a seguinte escala de abastecimento:

  • Grupo 1: Vila Falcão – abastecimento nesta segunda-feira (15)
  • Grupo 2: Jardim Ouro Verde e Vila Independência – abastecimento na terça-feira (16)
  • Grupo 3: Centro e Parque dos Sabiás – abastecimento na quarta-feira (17)
  • Grupo 4: Altos da Cidade e Estoril 1 e 2 – abastecimento quinta-feira (18)*
    (*) e assim sucessivamente

O DAE continua disponibilizando caminhões-pipa para o atendimento nas regiões afetadas pelo rodízio através do telefone 0800-7710195 (recebe ligações de telefone fixo), ou (14) 3235-6140/6179 (celular).

Fonte: G1 – Foto: Tv Tem / Reprodução

Scroll Up