Artista vende rifa e canecas para levar livro infantil a comunidades e escolas de Piracicaba

Com a área cultural como uma das mais afetadas pela pandemia de coronavírus, um contador de histórias de Piracicaba (SP) decidiu se reinventar e, durante o isolamento social, escreveu um livro infantil que, agora, pretende distribuir em comunidades e escolas da cidade. Para viabilizar a ação, ele vende rifa e canecas.

“O Castelo dos Sorvetes” será o primeiro livro de Evair Sousa, mas a segunda história infantil que escreve. A obra narra a história de um castelo diferente dos demais, construído de sorvetes e doces, com uma família real que amava celebrar a vida e os momentos com os moradores do vilarejo que existem nas imediações.

“O processo de criação desta história foi a pedido de um amigo para a inauguração de um empreendimento próximo de Piracicaba. Porém, com a chegada da pandemia, os responsáveis deste empreendimento resolveram não utilizar a história. Mas não quero deixar que a história caia no esquecimento e o público fique sem mais uma obra literária. Com isso, veio a ideia de transformá-la em um livro”, conta o artista.

Evair conta que totaliza 11 anos de trabalho com contação de histórias, principalmente nas periferias de Piracicaba, em projetos como o “Barranco de Histórias”, no qual, além de apresentar as histórias infantis, distribui livros que arrecada com amigos e parceiros para crianças, adolescentes, seus pais e familiares.

“Pessoas que acreditam no meu trabalho e me auxiliam para levar a arte, a cultura, a esperança de uma sociedade mais justa e igualitária. Costumo sempre ressaltar que também sou um jovem da periferia que vive a realidade de muitos. A realidade na qual ela se faz sem um incentivo à leitura, infelizmente. Pensando nisso que desejo levar para as novas gerações o que, por muitas vezes, não encontrei na minha infância”, afirma.

Já a entrega nas escolas se dá por serem os “maiores instrumentos de incentivo à boa educação e incentivo didático”, explica o contador.

Evair Sousa durante projeto literário em bairro de Piracicaba — Foto: Isabela Borghese
Evair Sousa durante projeto literário em bairro de Piracicaba (Foto: Isabela Borghese)

Contribuições

A ideia inicial é fazer uma tiragem de mil exemplares. Para arrecadar fundos para o projeto, Evair está vendendo canecas e uma rifa de uma corrente em ouro 18k. “Para pra que esse livro nasça e essa história vá para muitas casas, para a mão de muitas crianças”, ressalta.

Para viabilizar o sonho, o artista pretende arrecadar pelo menos R$ 5,9 mil. Cada número da rifa da joia custa R$ 50. Já as canecas de louça com estampa do logo do artista custam R$ 40. O contato pode ser feito via WhatsApp (19) 99558-8147 ou também pelas páginas do contador de histórias no Facebook e Instagram (@evairsousaconta).

Fonte: G1 – Foto: Isabela Borghese

Scroll Up